Estados Unidos

Obama prepara mudanças na cúpula da segurança, diz imprensa dos EUA

Petraeus (à esq.) e Panetta (Fotos: Reuters)

Petraeus (esq.) é cotado para CIA, e Panetta, para pasta da Defesa

Relatos divulgados pela imprensa americana nesta quarta-feira indicam que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, irá anunciar mudanças na cúpula da área da segurança nacional, incluindo a substituição do secretário de Defesa, Robert Gates, e do diretor da CIA (agência de inteligência dos EUA), Leon Panetta.

Fontes anônimas indicam que Obama deve nomear Panetta para o posto de Gates. O atual secretário, que está no comando do Pentágono desde 2006, deve se aposentar durante o verão do hemisfério norte (inverno no Brasil).

A vaga de Panetta na direção da CIA deve ser ocupada pelo general David Petraeus, atual comandante das operações de guerra no Afeganistão.

Há relatos de que o anúncio oficial será feito na quinta-feira. No momento as autoridades não confirmam as mudanças, que teriam de ser submetidas à aprovação do Senado.

O gabinete de Petraeus em Cabul disse à BBC que “não fará comentários” sobre a possível troca de posto.

Desafios

A imprensa americana também especula que Petraeus, que está há menos de um ano no comando das operações da Otan no Afeganistão, será substituído pelo tenente-general John Allen, atual vice-líder das operações americanas na Ásia Central e no Oriente Médio.

Segundo o jornal americano TheNew York Times, Obama também planeja nomear um novo embaixador em Cabul: Ryan Crocker, diplomata veterano e ex-embaixador no Iraque no governo de George W. Bush (2001-2009).

O diário avalia que as trocas, esperadas há bastante tempo, são parte de um “rearranjo significativo da equipe de segurança de Obama, que incluirá novas nomeações dentro do círculo de conselheiros diplomáticos, militares e de inteligência do presidente”.

Para o analista de segurança e defesa da BBC Nick Childs, o momento em que as mudanças serão anunciadas é crucial, já que soldados estrangeiros se preparam para combates importantes contra o Talebã no Afeganistão e os EUA prometeram para este ano o início da retirada de suas tropas do país – ainda que já haja rumores de adiamento.

“Ainda há importantes questões a serem resolvidas no Afeganistão durante o verão (no hemisfério norte), com relação à campanha militar, à estratégia e à retirada de tropas”, disse Childs.

Panetta também enfrentará desafios no comando da Secretaria da Defesa, ao substituir Gates, respeitado em seu posto e tido como o responsável por convencer Obama a intensificar, em 2009, as operações estrangeiras no Afeganistão.

Tópicos relacionados

    BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

    Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.