Sony admite novo roubo de dados de milhões de usuários do PlayStation

Tela do Playstation após ataque de hacker (Playstation) Direito de imagem PLAYSTATION
Image caption Empresa enfrenta onda de cyberataques

A admitiu nesta segunda-feira que mais 24,6 milhões usuários do PlayStation podem ter tido seus dados pessoais roubados por ataques de hackers.

A admissão ocorre num momento em que a empresa japonesa tenta lidar com diversas brechas de segurança: na semana passada, a Sony havia informado que informações pessoais de mais de 77 milhões de usuários de vários países dos serviços online do PlayStation Network haviam sido acessadas por um hacker.

O serviço Sony Online Entertainment (SOE) foi tirado do ar, como parte das investigações dos ataques.

Em uma mensagem a seus clientes, a Sony declarou: “Havíamos pensado anteriormente que os dados do SOE não haviam sido obtidos pelos cyberatacantes”. Mas, “em 1º de maio, concluímos que informações da conta do SOE podem ter sido roubados”.

Segundo a agência Associated Press, uma fonte da Sony informou que o ataque ocorreu entre 16 e 17 de abril.

A empresa informou que os dados acessados incluíam informações bancárias de mais de 20 mil clientes em países como Áustria, Espanha, Holanda e Alemanha.

Mas agregou que não há indicativos de que os dados tenham sido usados de forma ilegal até o momento.

Notícias relacionadas