Preços de petróleo e outras commodities sofrem forte queda

Direito de imagem BBC World Service
Image caption Nos EUA, valor do petróleo chegou a cair 10%

Os preços internacionais de algumas commodities sofreram forte queda pelo quarto dia consecutivo nesta quinta-feira, após uma semana de poucos avanços econômicos na Europa e nos EUA.

O preço do barril de petróleo chegou a cair 10% fechou abaixo dos US$ 100 nos Estados Unidos, em reação a notícias como a de redução na demanda interna, de altas nos pedidos de seguro-desemprego no país e de baixas nas exportações feitas à Alemanha.

A queda nos preços levou ao maior movimento de vendas dos últimos dois anos.

Também há preocupações quanto ao fim, em junho, das políticas de estímulo monetário promovidas pelo Banco Central americano e de seus efeitos na recuperação econômica do país.

O encerramento do estímulo monetário deverá tirar liquidez do mercado.

Mas também há analistas que dizem que os valores estão em queda porque o mercado está apenas ajustando seus preços, depois de uma série de altas recentes no petróleo.

Metais e alimentos

Metais preciosos também tiveram seus preços reduzidos.

O valor da prata caiu 6% e caminha para sua maior redução semanal desde 1983. Isso ocorre depois de o metal chegar ao preço recorde de quase US$ 50 a onça, na quinta-feira passada.

A queda de valores também atingiu alimentos como açúcar e cacau.

Os preços dos alimentos vinham registrando fortes altas no mercado internacional, preocupando governos e organismos de ajuda humanitária por conta do impacto disso na sobrevivência das comunidades mais pobres no mundo.

Notícias relacionadas