Grã-Bretanha

Elizabeth 2ª se torna a monarca com o 2º reinado mais longo da Grã-Bretanha

Reuters

Rainha ocupa trono há 59 anos, superada apenas pela rainha Vitória

A rainha Elizabeth 2ª se tornou nesta quinta-feira a monarca com o segundo reinado mais longo da história da Grã-Bretanha.

Ela agora ocupa o trono há 59 anos e 110 dias (incluindo 15 dias adicionais de anos bissextos), totalizando 21.645 dias, sendo superada apenas pela sua tataravó, a rainha Vitória, que reinou por 63 anos até a sua morte, em 1901.

Anteriormente, o segundo maior reinado pertencia ao rei George 3º, lembrado principalmente por ter "enlouquecido" nos últimos anos de vida.

Ele ocupou o trono britânico por 59 anos e 109 dias (incluindo 13 dias a mais de anos bissextos) e morreu em 1820.

Legado

A rainha Elizabeth 2ª comemorou no mês passado seus 85 anos de idade e no ano que vem celebra seu jubileu de diamante - 60 anos desde que ela assumiu o trono britânico, em 6 de fevereiro de 1952.

Ainda assim, ela continuará atrás da rainha Vitória, que testemunhou a chegada da Grã-Bretanha ao status de superpotência global da época.

No reinado de Vitória, houve mudanças industriais, culturais e científicas sem precedentes e, quando ela morreu, o Império Britânico se espalhava pelo globo.

O reinado de George 3º também foi um período de grandes mudanças para o país. As colônias americanas foram perdidas enquanto ele ocupava o trono, mas as ambições militares da França foram derrotadas nas batalhas de Trafalgar e Waterloo.

Mas nenhum dos reinados anteriores conseguiria igualar a dimensão das mudanças que ocorreram durante os tempos da rainha atual.

Ele assumiu o trono menos de sete anos depois da 2ª Guerra Mundial. A Grã-Bretanha saiu vitoriosa, mas falida. Winston Churchill era o primeiro-ministro, e a comida ainda era racionada.

Nos anos que se seguiram, a Grã-Bretanha perdeu seu império e viu mudanças radicais em praticamente todos os aspectos importantes da vida nacional.

Sem aposentadoria

A única presença constante no cenário britânico nas últimas seis décadas foi a rainha. Hoje, a grande maioria da população do país (sem falar dos habitantes de outros 15 países nos quais ela também é a soberana) nunca conheceram outro chefe de Estado.

Segundo a tradição, ela nunca se aposentará. Apenas no momento de sua morte, ela deixará de ser rainha.

Mesmo se Elizabeth 2ª ficar incapacitada por alguma razão, ela continuará sendo a monarca, enquanto seu sucessor imediato assumirá suas funções constitucionais como príncipe regente (exatamente o que aconteceu nos últimos anos do reinado de George 3º).

Mas, até agora, não há nenhum sinal de que Elizabeth 2ª esteja diminuindo o ritmo de maneira significativa. Na semana que vem ela deve fazer uma histórica primeira visita de Estado à Irlanda, território que já fez parte da Coroa Britânica. No ano que vem ela voltará a viajar à Austrália, mais um de seus "domínios".

Se a Rainha Elizabeth ainda estiver no trono no dia 10 de setembro de 2015, ela finalmente baterá o recorde da rainha Vitória, tornando-se a soberana com o reinado mais longo dos mais de mil anos de história da monarquia britânica.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.