Sem-teto é suspeito de decapitar britânica em ilha espanhola

Autoridades no local onde mulher foi decapitada, nas Ilhas Canárias (Reuters) Direito de imagem Reuters
Image caption Testemunhas não viram nenhuma razão aparente para o crime

Um sem-teto de origem búlgara foi preso nesta sexta-feira sob suspeita de ter degolado uma mulher britânica em um mercado chinês nas Ilhas Canárias (Espanha).

Testemunhas dizem ter visto o homem entrar no mercado dentro de um shopping center na cidade de Arona e esfaquear e decapitar a britânica, que tinha 62 anos.

O assassino teria deixado a cabeça dela fora da loja antes de ser contido por seguranças e levado pela polícia.

Uma autoridade local afirma que, aparentemente, a vítima foi escolhida aleatoriamente pelo assassino.

Ele não teria dito nenhuma palavra durante o ataque.

'Razão aparente'

“Esse homem, sem qualquer motivo ou razão aparente, entrou no mercado, cortou o pescoço da mulher e levou a cabeça dela com as mãos para fora (do local)”, disse o político local Manuel Reverón.

Uma testemunha disse a uma rádio local que, ao chegar no shopping center, viu “um homem correndo com algo sangrento em suas mãos, e um segurança correndo atrás dele”.

“(O homem) jogou (a cabeça) no chão, quase me atingiu, e (vi) que ele estava carregando a cabeça de uma mulher.”

Citando a polícia, a imprensa local disse que o suspeito tinha antecedentes criminais.