Morre na China o panda mais velho do mundo

Foto de arquivo, de 2009, mostra o panda Ming Ming comendo bambu em zoológico do sul da China (AP) Direito de imagem BBC World Service
Image caption Em 1991, Ming Ming quase causou um 'incidente diplomático'

O urso panda considerado o mais velho do mundo, a fêmea Ming Ming, morreu na China aos 34 anos de idade, informou o jornal chinês The Global Times.

Ming Ming morreu na semana passada no parque para animais selvagens Xiangjiang, na província de Guangdong, no sul do país, disse o jornal.

Ela vivia no parque desde 1998, mas visitou zoológicos na Irlanda e Inglaterra em sua longa vida.

Segundo veterinários, os órgãos internos da panda se deterioraram com a idade e ela foi vítima de falência renal.

Pandas não costumam viver mais do que 22 anos em cativeiro ou 15 no meio selvagem.

Em 1991, Ming Ming quase causou um incidente diplomático quando foi enviada ao zoológico de Londres para acasalar com um panda de Berlim, Bao Bao.

Os dois brigaram, e Ming Ming teve de ser devolvida à China sem filhotes.

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet