América Latina

Militares buscam suspeitos de massacre na Guatemala

Player

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Tocar com outro programa

Militares da Guatemala realizaram buscas pelos responsáveis por um massacre que chocou o país no último domingo.

O crime ocorreu em um vilarejo na província de Petén, no norte do país, deixando 27 mortos. O cartel do tráfico mexicano conhecido como Zetas é o principal suspeito pela ação.

Muitas das vítimas eram agricultores pobres, sem nenhuma relação com a disputa pelo controle do tráfico na região.

As marcas da chacina estão por todo o lugar. Os assassinos usaram sangue para escrever mensagens nas paredes.

Duas pessoas morreram e uma foi presa durante a operação de busca. Todos seriam integrantes dos Zetas.

Soldados e policiais chegaram a usar um blindado para entrar na casa onde um suspeito estaria escondido.

BBC

Duas pessoas morreram e uma foi presa durante a busca por suspeitos

O presidente da Guatemala, Álvaro Colom, viajou até o local do massacre na segunda-feira. Colom disse que rejeita todo tipo de "selvageria" e afirmou que o governo dará toda a ajuda necessária às famílias das vítimas.

A Guatemala é uma das principais rotas de transporte de drogas que saem da América do Sul em direção aos Estados Unidos.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.