Grã-Bretanha

Protestos marcam visita histórica da rainha à Irlanda

Player

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Tocar com outro programa

Para receberem a histórica visita da rainha Elizabeth a Dublin, as autoridades irlandesas preparam o maior esquema de segurança já visto no país.

Todo o trajeto que seria percorrido pela monarca foi totalmente isolado e os moradores foram desencorajados a permanecer no local.

Mas no centro da cidade, cerca de 200 manifestantes saíram às ruas para protestar contra a visita.

Muitos queimavam bandeiras britânicas e gritavam frases pedindo que a Grã_bretanha saíssem da Irlanda, em referência à Irlanda do Norte.

Cerca de 200 manifestantes protestaram no centro de Dublin

Outros protestavam contra as despesas gastas pelo país para receber a rainha. Um grupo de manifestantes tentou bloquear as avenidas principais da cidade.

Mas a polícia deixou claro que protestos não seriam tolerados e reprimiu a manifestação, usando gás lacrimogêneo contra os que tentavam furar o bloqueio.

No restante da cidade, o clima era bem mais calmo, com muitos irlandeses aplaudindo e acenando para o comboio da rainha.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.