Fifa define Rio como sede do centro de transmissões da Copa de 2014

AP
Image caption Rio derrotou São Paulo e Brasília, que também disputavam o IBC

A Fifa e o Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2014 definiram nesta sexta-feira que o Rio de Janeiro será a sede do Centro Internacional de Transmissão (IBC, sigla em inglês) para as emissoras de TV e rádio que trabalharão no Mundial do Brasil.

Durante reunião em Zurique (Suíça), ficou definido que o Riocentro será o local que abrigará o IBC. São Paulo e Brasília também concorriam como candidatos para sediar o centro de transmissão.

De acordo com a Fifa, o Rio foi escolhido por, entre outras razões, possuir boa qualidade de infraestrutura, diversidade de acomodações e atividades disponíveis na cidade durante o Mundial.

Na Copa do Mundo de 2010, realizada na África do Sul, o IBC abrigou 179 emissoras de televisão e rádio de mais de 70 países, envolvendo 13 mil funcionários.

A Fifa afirma que o IBC tem um papel importante, deixando um legado além da Copa do Mundo em termos de infraestrutura de telecomunicações de ponta que poderá ser usada em eventos futuros.

“Posso afirmar que foi uma decisão difícil, todos os candidatos apresentaram alta qualidade e demonstraram um enorme compromisso", disse o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke.

"Infelizmente só podemos escolher uma sede e consideramos que, em geral, o melhor para a Fifa foi Rio de Janeiro", afirmou. "(O IBC) é um componente vital, que estabelece a ligação entre a Copa do Mundo da Fifa e o resto do mundo".

A reunião foi presidida por Valcke e pelo presidente do Comitê Organizador (e também presidente da Confederação Brasileira de Futebol, CBF), Ricardo Teixeira.

Copa das Confederações

Entre os tópicos discutidos na reunião em Zurique, estavam os preparativos para o Sorteio Preliminar da Copa, que ocorrerá na Marina da Glória, no Rio, em 30 de julho e defnirá os jogos das eliminatórias.

O Brasil como país-sede não participará das eliminatórias, estando automaticamente classificado.

Também foi determinado na reunião que apenas cidades com previsão de término das obras nos estádios até o início de 2013 poderão sediar jogos da Copa das Confederações, torneio tido como uma "prévia" da Copa do Mundo.

Desta forma, a Fifa descarta São Paulo e Natal como potenciais sedes para o evento, devido aos cronogramas de obras nestas cidades-sede.

A reunião tratou ainda de questões relacionadas à operação e capacidade dos aeroportos, assim como à infraestrutura de transporte.

“É crucial que todos os locais que sediarão a Copa do Mundo da Fifa tenham infraestrutura adequada (...). Se esse não for o caso, não poderemos sediar jogos nessas cidades”, disse o secretário-geral da Fifa.

Crise

O encontro ocorre em um momento de crise na Fifa. Nesta semana, o programa de televisão Panorama, da BBC, apurou que Ricardo Teixeira foi um dos dois dirigentes da Fifa forçados a devolver dinheiro de propinas em um acordo para encerrar uma investigação criminal na Suíça no ano passado.

A Fifa impede a divulgação de um documento que revela a identidade dos dirigentes.

Já nesta sexta-feira, a entidade anunciou a abertura de uma nova investigação sobre a suposta quebra do código de ética contra o seu próprio presidente, Josep Blatter.

Na quarta-feira, a Fifa havia anunciado a abertura de um procedimento semelhante contra o rival de Blatter na disputa pela presidência da entidade na eleição programada para o dia 1º de junho, Mohamed Bin Hammam.

Notícias relacionadas