Britânicos vão usar bombas de 900kg contra Khadafi

PA Direito de imagem BBC World Service
Image caption As bombas podem perfurar construções reforçadas

Forças britânicas vão usar bombas de 900 kg nas operações contra o regime de Khadafi na Líbia, disse o ministério da Defesa da Grã-Bretanha neste domingo.

As bombas Enhanced Paveway III são capazes de penetrar os tetos de construções reforçadas.

Os militares britânicos disseram que as bombas vão permitir que as forças da Otan ataquem centros de comando e de comunicações na Líbia.

No entanto, os militares britânicos ressaltaram que objetivo da missão não é atingir Khadafi ou altos integrantes do governo líbio.

"Não estamos tentando alvejar fisicamente pessoas do círculo próximo de Khadafi", disse o secretário de Defesa do país, Liam Fox.

Proteção de civis

As bombas estariam prontas para ser usadas no máximo na segunda-feira e assim, segundo os britânicos, ajudar na proteção de civis, ameaçados pelo regime de Khadafi.

"A introdução das bombas Paveway III é outra forma de proteger civis e alcançar o objetivo das resoluções 1970 e 1973 da ONU", disse Fox.

"Khadafi pode não ouvir, mas os que estão ao seu lado seriam inteligentes se o fizessem", completou.

A Grã-Bretanha participa dos esforços coordenados pela Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), em apoio aos rebeldes que lutam contra o regime do líder líbio, Muamar Khadafi.

A ação militar na Líbia foi autorizada em março por uma resolução do Conselho de Segurança da ONU, com o objetivo de proteger os civis de ataques das forças leais a Khadafi.

Notícias relacionadas