Jordânia desmente ataque a comboio do rei

O rei Abdullah da Jordânia (arquivo/Reuters) Direito de imagem Reuters
Image caption Abdullah acabou de aprovar reformas no governo da Jordânia

O governo da Jordânia negou que o comboio do rei Abdullah tivesse sido atacado no sul do país nesta segunda-feira.

Um porta-voz disse que as notícias de que um grupo de homens teria atirado pedras e garrafas contra o comboio na cidade de Tafileh seriam "infundadas".

O suposto ataque, que não teria deixado feridos, veio um dia após o rei Abdullah ter anunciado planos para permitir que membros do gabinete de governo passem a ser eleitos em vez de ser indicados pelo monarca.

A exemplo do que vem ocorrendo em vários países no Norte da África e no Oriente Médio há meses, a Jordânia também tem sido palco de protestos, em sua maioria pacíficos, por reformas e mais democracia.

Notícias relacionadas