Inflação na China atinge nível mais alto em 34 meses

Mulher escolhe alimentos em supermercado de Heifei, na China Direito de imagem Reuters
Image caption Alimentos foram o principal fator a pressionar a inflação para cima

A inflação na China atingiu o seu nível mais alto em 34 meses, segundo dados divulgados nesta terça-feira, apesar dos esforços do governo para conter o superaquecimento da economia local.

Segundo o dado da Agência Nacional de Estatísticas da China, os preços no país tiveram um aumento médio de 5,5% no último ano até maio.

Os preços dos alimentos foram o principal fator a pressionar a taxa para cima, com uma alta anual de 11,7% até maio.

Muitos analistas preveem novos aumentos da inflação nos próximos meses, passando a barreira dos 6%.

Prioridade

A elevação dos preços dos alimentos e das commodities vem aumentando o custo de vida na China e se tornando uma questão política importante no país.

As autoridades chinesas dizem que o combate aos aumentos dos preços é uma das grandes prioridades do governo, que estabeleceu como meta manter a inflação abaixo de 4% neste ano.

O Banco Central da China já elevou suas taxas de juros quatro vezes desde outubro, em um esforço para conter o crédito e a alta da inflação.

Segundo analistas, os dados divulgados nesta terça-feira indicam um novo aumento nas taxas de juros na próxima semana.

Notícias relacionadas