EUA liberam 30 milhões de barris de petróleo da reserva

Barris de petróleo/AFP Direito de imagem BBC World Service
Image caption Esta é a terceira vez que a AIE injeta petróleo no mercado para estabilizar os mercados

Os Estados Unidos disseram nesta quinta-feira que vão liberar 30 milhões de barris de petróleo de sua reserva estratégica.

O objetivo é parte dos esforços da Agência Internacional de Energia (AIE) de injetar mais de 60 milhões de barris de petróleo no mercado no próximo mês para reduzir a possibilidade da interrupção da oferta.

O secretário de Energia americano, Steven Chu, disse que a medida foi tomada por causa das interrupções causadas pela instabilidade no Oriente Médio e no norte da África.

Os EUA dizem que a crise na Líbia resultou em perdas de cerca de 1,5 milhões de barris por dia.

A AIE havia interferido no mercado apenas duas vezes desde que foi criada por causa da crise do petróleo de 1973; em 1991 durante a guerra do Golfo e em 2005, após a passagem do furacão Katrina pelos EUA.

Reserva

Os EUA dizem que sua reserva estratégica está em seu nível histórico mais alto, com cerca de 727 milhões de barris.

A reserva estratégica foi criada em resposta ao embargo árabe do petróleo nos anos 1970. O governo americano costuma usá-la apenas em casos extremos que afetem o suprimento do material.

A última vez que a reserva estratégica foi usada foi após a passagem dos furacões Gustav e Ike em 2008.

O preço do petróleo vem subindo este ano, contribuindo para a lentidão da recuperação da economia americana e aumentando as pressões domésticas sobre o presidente dos EUA, Barack Obama.