Morre o ator Peter Falk, famoso pelo papel do detetive Columbo

Peter Falk, no papel de Colombo. Direito de imagem RCA
Image caption Aos 29 anos, Falk deixou o trabalho em um escritório para virar ator em Nova York, onde nasceu

Conhecido por seu papel como o detetive Columbo em uma série de TV, o ator americano Peter Falk morreu na noite de quinta-feira, segundo um comunicado divulgado nesta sexta-feira por sua família.

Falk, que tinha 83 anos, ele estava em sua casa em Beverly Hills, na Califórnia, nos Estados Unidos, quando teve falência múltipla dos órgãos.

Filho de mãe russa e de pai com origem polonesa e tcheca, Falk nasceu em Nova York, em 1927.

Ele começou atuando no teatro, mas foi na televisão que ganhou fama internacional.

Por mais de 30 anos, ele interpretou o detetive Columbo, da série de mesmo nome, que lhe rendeu quatro prêmios Emmy. O casaco, o cigarro e a voz grave viraram a marca do personagem e do próprio ator.

Falk também atuou no cinema, em filmes como Dama por um Dia, de 1961, ao lado de Bette Davis. Por duas vezes, chegou a ser indicado ao Oscar.

Olho de vidro

Aos três anos, o futuro ator teve um tumor no olho, que foi retirado e substituído por uma prótese de vidro, que carregou por toda a vida. O incidente não impediu que ele se tornasse um esportista na juventude.

Mais tarde, ele se alistou nas Forças Armadas, estudou administração pública e até tentou um emprego na CIA (agência de inteligência americana).

Aos 29 anos, deixou o emprego burocrático em um escritório de Connecticut decidido a virar ator. Voltou a Nova York, onde deu início à sua carreira. Anos depois, mudou-se para Hollywood.

Em 2006, Falk lançou seu livro de memórias, Just One More Thing (Só mais uma coisa, em tradução livre).

Notícias relacionadas