Rebeldes líbios tomam depósito de armas de Khadafi

Rebeldes carregam arma de depósito. Reuters Direito de imagem Reuters
Image caption Rebeldes obtiveram armas em depósito que está a apenas 50 km de Trípoli, reduto de Khadafi

Rebeldes líbios tomaram, nesta terça-feira, um depósito de armas do regime de Muamar Khadafi. Os armamentos estavam guardados na cidade de Zintan, no oeste do país.

Os arredores do depósito foram bombardeados nos últimos dias pelas forças da Otan (aliança militar ocidental). As armas foram encontradas um dia após o Tribunal Penal Internacional emitir um pedido de prisão contra Khadafi, a pedido do promotor Luis Moreno-Ocampo.

Mísseis, metralhadoras e outros armamentos foram encontrados no depósito, localizado em uma montanha no meio do deserto.

Um correspondente da BBC foi até o local e conta ter ouvido explosões, já que parte do depósito pegou fogo.

Rebeldes trataram de transportar os armamentos em camionetes. Uma das principais queixas da oposição a Khadafi era a falta de armamentos para atacar forças do regime.

O principal objetivo dos rebeldes é atacar a capital, Trípoli, a apenas 50 km do depósito.

Prisão

Nesta segunda-feira, Tribunal Penal Internacional (TPI) emitiu um mandado de prisão contra Khadafi, seu filho Saif al-Islam e o chefe de inteligência da Líbia, Abdullah al-Sanussi.

Segundo o tribunal, Khadafi cometeu crimes contra a humanidade ao ordenar ataques contra civis após uma revolta popular em meados de fevereiro.

O regime de Khadafi respondeu dizendo que a Líbia “não aceita as decisões do TPI, que é uma ferramenta do Ocidente para processar líderes do terceiro mundo”, segundo declaração do ministro da Justiça líbio, Mohammed Al-Qamoodi.

Notícias relacionadas