Corpo do ex-presidente Itamar Franco é cremado em MG

O corpo do ex-presidente Itamar Franco foi cremado nesta segunda-feira na cidade de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, em uma cerimônia que contou com a presença apenas de seus familiares e amigos mais próximos.

O ex-presidente morreu no último sábado, aos 81 anos, em São Paulo, onde estava internado desde 21 de maio para tratamento de leucemia.

Itamar era senador pelo PPS de Minas Gerais, mas estava licenciado do cargo para cuidar da doença, diagnosticada neste ano.

Antes da cremação, o corpo de Itamar foi velado nesta segunda-feira no Palácio da Liberdade, antiga sede do governo de Minas, em Belo Horizonte. De acordo com a PM, cerca de 4,5 mil pessoas passaram pelo salão nobre do palácio, onde ocorreu o velório.

Durante todo o domingo, o corpo de Itamar foi velado na cidade mineira de Juiz de Fora, onde o ex-presidente, nascido na Bahia, foi criado.

A presidente Dilma Rousseff participou do velório no Palácio da Liberdade, onde ficou por cerca de uma hora. Também estiveram presentes o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o ex-governador de São Paulo José Serra.

Nesse domingo, no velório em Juiz de Fora, compareceram os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, José Sarney (presidente do Senado) e Fernando Collor de Mello (senador pelo PTB de Alagoas).

Itamar foi presidente entre novembro de 1992 e dezembro de 1994, depois do afastamento de Collor, de quem era vice. Seu mandato foi marcado pela implementação do Plano Real.

Além de presidente e senador, Itamar foi prefeito de Juiz de Fora e governador de Minas Gerais (1999-2002).