Mladic é expulso de tribunal após berrar contra o juiz

Atualizado em  4 de julho, 2011 - 10:56 (Brasília) 13:56 GMT

Player

General sérvio está sendo julgado pelo Tribunal Penal Internacional por crimes contra a humanidade.

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

O general sérvio Ratko Mladic, que está sendo julgado no Tribunal Penal Internacional em Haia por crimes contra a humanidade, foi expulso da sessão desta segunda-feira por se recusar a ouvir um dos juízes do caso.

Ratko Mladic

Ratko Mladic foi expulso da sessão ao não deixar o juiz falar

O juiz Alphons Orie estava lendo as acusações contra Mladic, quando o sérvio o interrompeu.

"Sem a presença do meu advogado, eu não vou ouvir isso", disse Mladic.

Após a interrupção, o juiz ordenou que o sérvio fosse retirado do tribunal, pedindo aos seguranças que o escoltassem. Neste momento, o general começou a gritar contra o juiz e os seguranças.

Sem a presença do réu, a sessão do julgamento foi adiada. Mladic é acusado de ter orquestrado o massacre de Srebenica durante a Guerra da Bósnia em 1995, quando oito mil muçulmanos foram mortos.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.