Avião com ao menos 112 pessoas a bordo cai no Congo

Boeing 727 da Hewa Bora no Congo Direito de imagem BBC World Service
Image caption A empresa que opera dentro do Congo tem dois aviões Boeing 727

Um avião de passageiros com ao menos 112 pessoas a bordo sofreu um acidente nesta sexta-feira no aeroporto da terceira maior cidade da República Democrática do Congo, Kisangani (norte do país), de acordo com autoridades locais.

Um comunicado do Ministério dos Transportes citado pela agência Reuters, porém, dá conta de que o número de passageiros e tripulantes seria muito maior e o acidente teria deixado 127 mortos. Outras 51 pessoas teriam sobrevivido.

O Ministério acusa a companhia aérea Hewa Bora de subestimar o número de vítimas. A empresa disse, de acordo com as agências de notícias, que estimadas 53 pessoas teriam morrido e 57, sobrevivido.

Fontes da empresa e do governo congolês disseram à BBC que a aeronave enfrentou uma forte tempestade enquanto tentava pousar, no meio da tarde desta sexta (horário local).

Segundo o Ministério dos Transportes, o avião caiu a 300 metros da pista de pouso. Um morador de Kisangani disse que a aeronave se quebrou em três pedaços.

Histórico de desastres

Este é o segundo acidente do tipo em três meses na República Democrática do Congo, país conhecido por seu histórico ruim em segurança aérea.

Em abril, 32 passageiros e tripulantes morreram quando um avião da ONU se acidentou em Kinshasa.

A Hewa Bora, como outras companhias aéreas congolesas, foi banida de voar na União Europeia devido a seu retrospecto de acidentes.

Em 2008, um de seus aviões, um DC-9, caiu sobre um mercado popular após problemas na decolagem do aeroporto da cidade de Goma, matando 40 pessoas.

No mesmo ano, outro de seus aviões sofreu um acidente, causando a morte de 17 pessoas.

Segundo o site da Hewa Bora, a empresa possui dois Boeing 727, ambos configurados como aviões de passageiros para 137 assentos da classe econômica e 12 da executiva.

Os Boeing 727 começaram a voar em 1963 e os últimos exemplares foram fabricados em 1984.

Notícias relacionadas