Passos assume Ministério dos Transportes em caráter definitivo

Após ocupar interinamente o comando do Ministério dos Transportes, Paulo Sérgio Passos foi oficializado nesta segunda-feira no cargo de ministro.

Segundo nota do Palácio do Planalto, Passos, que era secretário-executivo do ministério, aceitou o convite da presidente Dilma Rousseff para assumir a liderança dos Transportes, cargo deixado vago por Alfredo Nascimento (PR-AM), que renunciou na semana passada.

A renúncia se seguiu a uma reportagem da revista Veja, que apontou que representantes do PR e funcionários do ministério teriam montado um esquema de superfaturamento de obras e recebimento de propina por construtoras e consultorias.

De acordo com a reportagem, as empresas tinham de pagar um "pedágio" de 4% a 5% do valor das obras feitas com verbas do ministério. O valor, segundo a revista, era principalmente destinado ao PR, sigla comandada por Nascimento e pelo deputado federal Valdemar Costa Neto (SP).

Ainda segundo a Veja, era Costa Neto quem escolhia as empreiteiras e consultorias que realizariam estudos e obras para o Ministério.

Tanto Costa Neto como Nascimento negam as acusações.

Dilma chegou a convidar o senador Blairo Maggi (PR-MT) para comandar o Ministério dos Transportes, mas ele declarou impedimentos legais para assumir o posto, por ter negócios empresariais relacionados à pasta.