Britânico descreve batalha contra anorexia

Atualizado em  15 de julho, 2011 - 05:19 (Brasília) 08:19 GMT
Ben Porter (imagem: BBC)

Ben Porter contou à BBC que chegou a pesar 44,5 quilos

Um britânico de 20 anos que sofreu com distúrbios alimentares desde a pré-adolescência contou à BBC sua luta contra a anorexia e bulimia.

Ben Porter, da cidade de Kent, afirmou que, apesar de ter 1,80 m, chegou a pesar 44,5 quilos quando a situação ficou mais séria.

"Meu IMC (Índice de Massa Corporal) era, obviamente, muito baixo e, pior, meu batimento cardíaco era incrivelmente baixo. Chegou ao ponto no qual os médicos falaram que, se houvesse uma piora, eu poderia ter que enfrentar problemas físicos terríveis", disse.

"Eu talvez até teria que ser internado no hospital, era uma situação próxima da morte", acrescentou.

"Não percebi o que estava fazendo comigo e estava abusando de meu corpo naquela época. O objetivo era ficar bonito e correr atrás de uma imagem perfeita, mas eu estava fazendo o oposto."

"Eu achava minha aparência muito inadequada e sentia que não estava me adaptando à escola", contou Porter.

Há pouco tempo, Porter tomou sorvete e comeu batatas fritas pela primeira vez em cinco anos.

O jovem ainda está em tratamento e recuperou um pouco de peso, mas ainda precisa melhorar.

Aumento dos casos

De acordo com o NHS, o Serviço Público de Saúde da Grã-Bretanha, foi registrado um aumento de 66% das internações de homens com distúrbios alimentares nos últimos dez anos na Inglaterra.

Para Susan Ringwood, diretora-executiva da Beat, organização de caridade britânica especializada no combate aos distúrbios alimentares, nem todos os profissionais de saúde britânicos conseguem entender o problema entre homens.

"Nem todo clínico geral está atualizado. Existem orientações do governo sobre tratamento de distúrbios alimentares que falam para os médicos analisar pessoas que não sejam apenas meninas e mulheres jovens e, mesmo assim, eles não fazem isto em todos os lugares", afirmou.

Mas, a doutora Clare Gerada, do Royal College de Clínicos Gerais, afirmou que notou um aumento de distúrbios alimentares entre homens.

"Minha sensação como clínica geral, é que os números estão aumentando; os homens estão muito mais conscientes em relação a seus corpos, eles estão fazendo mais dietas (...). Em meu próprio trabalho, tenho visto mais homens que estão vomitando e homens que estão restringindo suas dietas para ficar magros (...) ao ponto de passar fome", afirmou.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.