Escândalo do grampo derruba outro chefe de polícia de Londres

John Yates/PA Direito de imagem BBC World Service
Image caption John Yates era o número 2 da Scotland Yard

O vice-chefe da policia metropolitana de Londres (Scotland Yard), John Yates, demitiu-se da instituição nesta segunda-feira em meio a acusações de envolvimento com o escândalo dos grampos do tabloide News of the World.

A Scotland Yard disse que o pedido de demissão de Yates foi aceito e que ele deve emitir um comunicado ainda nesta segunda-feira.

Yates era um dos policiais mais conhecidos da população britânica, sendo responsável por coordenar as operações anti-terrorismo.

Um porta-voz do prefeito de Londres, Boris Johnson, disse que a decisão de Yates seria “lamentável, mas a escolha mais acertada”.

No domingo, o chefe da Scotland Yard, Sir Paul Stephenson havia se desligado do cargo por causa do escândalo.

Ele foi fortemente criticado por contratar o ex-executivo do News of the World Neil Wallis como consultor de comunicação. Wallis foi questionado pelos policiais que investigam os grampos ilegais.

Stephenson afirma que as suas ligações com o jornalista poderiam dificultar as investigações em curso.

Leia mais sobre o caso: Escândalo dos grampos faz chefe da Scotland Yard pedir demissão

Direito de imagem PA
Image caption Sir Paul Stephenson estava envolvido no escândalo das escutas do tabloide 'News of the World'

Também nesta segunda-feira, o premiê britânico, David Cameron, disse que o Parlamento deve se reunir na quarta-feira para discutir a crise que acabou atingindo o império do magnata Rupert Murdoch, a polícia londrina e o próprio primeiro-ministro.

O recesso parlamentar de verão deveria começar na terça-feira após uma audiência com Murdoch, seu filho James e a ex-editora do News of the World Rebekah Brooks, mas Cameron disse que o Parlamento deve discutir o assunto novamente na quarta-feira.

Notícias relacionadas