Chávez diz que cumpriu bem primeira etapa de quimioterapia

Foto divulgada nesta sexta-feira mostra Chávez, Fidel e Raúl Castro e o presidente do Equador, Rafael Corrêa em Havana Direito de imagem BBC World Service
Image caption Foto divulgada nesta sexta-feira mostra Chávez, Fidel e Raúl Castro e Rafael Correa em Havana

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse nesta sexta-feira ter finalizado de "maneira bem-sucedida" a primeira de uma série de etapas do tratamento de quimioterapia a que está sendo submetido em Cuba para tratar um câncer.

Chávez regressou no sábado a Cuba, onde já havia permanecido durante quase um mês após ter sido submetido a uma cirurgia de emergência para a retirada de um tumor na região pélvica.

O líder venezuelano comparou os efeitos da quimioterapia com os de uma bomba atômica.

"Esse ciclo terminou de maneira bem-sucedida. É como um bombardeio. Eu digo a Nicolás (Maduro, chanceler venezuelano) 'aí vem a bomba atômica, a bomba contra o mal'", disse Chávez em conversa telefônica com o vice-presidente Elias Jaua que foi transmitida pela TV estatal venezuelana.

Chávez disse estar se preparando para a segunda fase, de uma série de etapas, do tratamento para combater o câncer. Não deu detalhes, no entanto, se permanecerá em Cuba durante este período.

"Agora estamos nos preparando para um segundo ciclo, são vários, desta batalha para acabar definitivamente e eliminar qualquer risco de presença de células malignas neste corpo que já vai completar 57 anos", afirmou.

Desde que viajou a Cuba, no sábado passado, Chávez não é visto em público.

Ele tem tentado marcar presença na cena política do país por meio do microblog Twitter, onde anunciou, nesta semana, a aprovação de recursos para obras e arriscou, inclusive, questionar a atuação da arbitragem durante o jogo entre Venezuela e Paraguai durante as semifinais da Copa América.

Disciplina

Até agora, o presidente venezuelano divulgou poucos detalhes a respeito de sua doença, não revelando o local de onde foi extraído o tumor ou a gravidade da doença.

Nesta sexta-feira, Chávez voltou a afirmar que está cumprindo diariamente uma disciplinada dieta alimentar e de exercícios físicos.

"Tenho um peso ideal, de 86 quilos, Estava muito gordo", disse.

Desde que o presidente adoeceu, o futuro político da chamada revolução bolivariana e das eleições presidenciais de 2012 passaram a ser incertos. Setores políticos governistas e de oposição questionam se o presidente, há 12 anos no poder, terá saúde para enfrentar a campanha eleitoral e um novo mandato de seis anos.

Chávez, no entanto, afirmou estar preparado para o pleito. "Por aí andam dizendo que tenho quatro meses de vida (…) viverei, prometo, e venceremos", disse.

"Vamos rumo à grande vitória de 2012 e ao novo período de governo 2013 a 2019", disse.

Notícias relacionadas