EUA convidam Coreia do Norte para discutir impasse nuclear

Direito de imagem AP
Image caption Coreia do Norte havia abandonado negociações sobre programa nuclear em 2008

Um integrante do governo norte-coreano foi convidado pelos Estados Unidos para discussões sobre como avançar nas negociações sobre a questão nuclear.

Segundo a secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, o vice-chanceler Kim Kye Gwan foi convidado para uma mesa de negociações em Nova York.

O governo da Coreia do Norte não comentou se havia aceitado a proposta.

Na semana passada, enviados dos governos da Coreia do Norte e do Sul se reuniram para tratar do assunto.

O governo norte-coreano abandonou as negociações sobre seu programa nuclear em 2008.

O país, que tecnicamente está em guerra com o Sul desde os anos 50, vem sofrendo por causa de uma grave crise alimentar e também por causa de sanções impostas pela ONU.

Sem prêmios

Hillary afirmou estar confiante de que as negociações serão significativas. “Não pretendemos premiar a Coreia do Norte por retornar às negociações”, disse.

“Não vamos oferecer a eles nada novo em troca de ações que eles já haviam concordado em tomar. E não temos a intenção de manter longas negociações que não avancem além do ponto que já chegamos.”

O chanceler norte-coreano, Pak Ui-chum, disse neste domingo que a península coreana estava agora em uma “encruzilhada entre a aproximação e a escalada de tensão”.

As discussões entre os dois vizinhos deveriam, segundo Pak, “explorar da melhor maneira possível a oportunidade de diálogo e tomar decisões importantes nessa questão tão fundamental”.

O enviado da Coreia do Sul para assuntos nucleares disse na semana passada que teve discussões “construtivas” com seus colegas do Norte.

Notícias relacionadas