Cristão conservador, atirador queria fazer 'revolução'

Atualizado em  25 de julho, 2011 - 11:24 (Brasília) 14:24 GMT

Player

Autor de massacres no centro de Olso e na ilha de Utoeya criticava 'dominação islâmica da Europa'.

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

O autor do massacre da ilha de Utoeya, Anders Behring Breivik, compareceu pela primeira vez a uma audiência na Justiça norueguesa.

O homem de 32 anos se descreve em sua página do Facebook como um cristão conservador.

Ele confessou a autoria dos ataques a bomba contra prédios do governo noruguês no centro da capital, Oslo, antes de partir para um massacre contra jovens que participavam de um encontro do Partido Trabalhista, na ilha ao noroeste da capital norueguesa.

Os dois ataques deixaram quase cem mortos.

Em entrevista às TVs, o advogado do atirador explicou que o homem acreditar que está fazendo uma revolução para mudar a sociedade.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.