Dólar volta a fechar em alta, cotado a R$ 1,56

Dois dias após atingir sua cotação mais baixa em uma década, o dólar voltou a subir nesta quinta-feira. Ao fim das operações financeiras, a moeda americana valia R$ 1,56, contra R$ 1,55 do dia anterior.

A alta na cotação do dólar se dá um dia após o governo anunciar aumento na cobrança do IOF (Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros, ou Imposto sobre Operações Financeiras) em negociações de títulos ou valores mobiliários com contratos de derivativos, a fim de conter a entrada de capital volátil no país.

Nesta semana, a Unctad (agência da ONU para o comércio e o desenvolvimento) divulgou estudo mostrando que o Brasil pulou da 15º para a 5º posição entre os países que mais registram investimentos estrangeiros diretos.

A entrada maciça de moeda estrangeira é um dos motivos da valorização do real, que prejudica as exportações brasileiras e é uma das principais queixas do empresariado brasileiro, que teme um processo de desindustrialização do país.