Multidão protesta por Estado islâmico no Egito

Manifestantes lotaram nesta sexta-feira a Praça Tahrir na capital egípcia, Cairo, atendendo ao chamado de líderes islâmicos por protestos nacionais a favor da criação de um Estado islâmico no Egito.

É o primeiro chamado do gênero desde que o presidente Hosni Mubarak foi derrubado por uma revolta popular, em fevereiro.

Os protestos são vistos com preocupação por defensores de um Estado secular no Egito.

De acordo com especialistas, essas manifestações têm o potencial de ser as maiores até agora no país, uma vez que o grupo Irmandade Muçulmana é a força política mais organizada do Egito - apesar de não ter tido um papel proeminente na revolução.