Indonésios buscam cura com 'terapia do trilho'

Atualizado em  2 de agosto, 2011 - 21:42 (Brasília) 00:42 GMT

Player

Pessoas se deitam em linhas de trem esperando que corrente elétrica cure suas doenças.

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

Muitos habitantes da capital da Indonésia, Jacarta, vêm escolhendo um método inusitado – e perigoso – para curar doenças: deitar-se nos trilhos dos trens.

Os adeptos da "terapia" afirmam que a corrente elétrica dos trilhos passa pelo corpo, curando todo tipo de doença.

Muitos acreditam que a corrente elétrica dos trilhos passa pelo corpo, curando todo tipo de doença

As autoridades ferroviárias estão preocupadas com a prática. Placas colocadas nos trilhos avisam que as pessoas que se deitarem na ferrovia podem ser condenadas a três meses de prisão, ou então pagar multas de até US$ 1,8 mil (cerca de R$ 2,8 mil).

Segundo o porta-voz da empresa que administra a ferrovia, a companhia faz o possível para avisar as pessoas que a "terapia do trilho" é perigosa, podendo até matar.

No entanto, a maioria ignora os avisos e continua se deitando na linha do trem, dizendo que o tratamento é eficiente e, melhor ainda, acessível.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.