Adolescente conta como sobreviveu a pisoteamento por vacas

Emma Gregory (BBC)
Image caption Jovem conta que deu sorte de não ter morrido no ataque

A jovem Emma Gregory, de 16 anos, pensou que morreria quando foi pisoteada por vacas enquanto ia para casa de bicicleta.

Emma sofreu fraturas nas costelas, teve os dentes rachados e uma mandíbula deslocada durante o incidente, que ocorreu na cidade de Wargrave, na Inglaterra.

Um homem que passava pelo local avisou os serviços de emergência e Emma foi resgatada e levada a um hospital na região.

O cão de Emma também sofreu um ferimento grave em suas costas, e acabou tendo que ser sacrificado, em julho passado.

''Eu estava gritando e meu cão estava chorando'', afirmou Emma.

''Usei a bicicleta como escudo, mas ela virou e cerca de 30 vacas nos cercaram e nos atacaram por cerca de dez minutos'', contou a jovem.

A manada teria se assustado com a presença do cão e decidiu atacar a jovem e o animal para proteger seus bezerros.

Sinalização

A mãe de Emma, Christine, deu início a uma campanha para melhorar a sinalização em regiões campestres com gado, a fim de advertir pessoas sobre os potenciais riscos.

''Minha revolta é com o fato de que não havia qualquer placa de aviso nesse passeio público. E jovens passam por ali nessa época do ano'', afirmou a mãe

O dono do terreno e proprietário do gado, Paul Thomas, disse que as placas foram derrubadas por vândalos.

Emma disse se sentir sortuda porque seus ferimentos não foram muito piores. ''Eu poderia ter morrido'', afirmou.

''Elas estavam em cima de mim e me chutando e pisando com suas patas. Não conseguia afugentá-las. Estava aterrorizada.''

Segundo dados do governo britânico, três pessoas morreram no ano passado após terem sido pisoteadas ou atingidas por gado.

Notícias relacionadas