China evacua 200 mil pessoas devido a temores de tufão

Barcos no porto devido ao tufão Muifa Direito de imagem AP
Image caption Portos no litoral da China ficaram lotados de barcos, a espera do tufão Muifa

As autoridades chinesas evacuaram mais de 200 mil pessoas da costa leste do país devido aos temores sobre a chegada do tufão Muifa. Meteorologistas acreditam que a tempestade – que deve atingir o litoral da China no domingo – será uma dos maiores do tipo nos últimos cinco anos.

Cerca de sete mil embarcações voltaram aos portos. Os ventos do tufão Muifa podem atingir 162 quilômetros por hora, gerando ondas de até 11 metros no mar. Pelo menos 140 voos foram cancelados e vários trens também foram suspensos.

Na noite de quarta-feira, o fenômeno foi rebaixado da categoria "supertufão" – para tempestades com ventos de mais de 185 quilômetros por hora – para "tufão forte". Ainda assim, as autoridades temem que o fenômeno será um dos mais fortes a atingir a região nos últimos anos.

Alerta vermelho

As províncias de Zhejiang e Jiangsu, próximas a Xangai, são as mais ameaçadas. As autoridades estão pedindo que os moradores que permaneceram na região fiquem em casa.

O Centro Nacional de Previsões Marinhas Ambientais da China divulgou um alerta vermelho – o mais grave – para embarcações que pescam no Mar do Leste da China.

O Muifa deve passar pelo litoral e seguir caminho para o norte do país, de acordo com um dos centros meteorológicos da China.

Nas Filipinas, Taiwan e Japão, o tufão provocou transtornos, como apagões. Em 2005, o tufão Matsa matou 19 pessoas, incluindo sete pessoas em Xangai.

Notícias relacionadas