Rebeldes impõem derrotas a Khadafi e se encaminham para Trípoli

Mulher ergue Corão durante funeral de rebeldes mortos por forças pró-Khadafi na cidade de Brega, em foto de 19 de agosto de 2011 (Reuters) Direito de imagem REUTERS
Image caption Rebeldes teriam retomado controle da estratégica Brega

Os rebeldes que lutam contra o regime do coronel Muamar Kadáfi na Líbia conquistaram cidades estratégicas e se fortaleceram em seu avanço rumo à capital do país, Trípoli.

As forças anti-Khadafi capturaram a cidade de Zawiya, a oeste de Trípoli, e contam também ter assumido o controle de Brega, uma cidade portuária e importante centro estratégico que conta com uma grande refinaria de petróleo.

Khadafi e forças leais a seu regime seguem controlando Trípoli e os arredores da cidade de 2 milhões de habitantes.

Mas os rebeldes fizeram conquistas significativas nas últimas três semanas e estão avançando em direção a Trípoli pelo oeste, sul e leste do país.

A campanha de bombardeios contra alvos do regime líbio promovida pela Otan impediu que o governo enviasse reforços a Zawiya, o que permitiu aos rebeldes controlar a cidade e obrigou combatentes pró-Khadafi a fugirem.

Conquistas

Trata-se de uma das mais importantes conquistas feitas por eles após meses de combates. A insurreição na cidade teve início em março deste ano e Zawiya virou palco de violentos confrontos entre ativistas anti-Khadafi e tropas leais ao governo.

No sábado, os ativistas contrários ao regime líbio também disseram ter conquistado a cidade de Brega, mas ainda não há relatos independentes sobre a suposta tomada da cidade e a TV estatal não se pronunciou sobre o tema.

Direito de imagem AP
Image caption Conquista de Zawiya foi importante para rebeldes

Caso Brega esteja de fato sob controle das forças anti-Khadafi, isso representaria um importante impulso para os rebeldes.

Desde o início do conflito na Líbia, a cidade já alternou períodos em que esteve nas mãos de rebeldes e de tropas pró-governo.

Os combatentes anti-Khadafi divulgaram neste sábado um comunicado transmitido pela emissora de TV que eles controlam pedindo aos moradores de Trípoli que se preparem para a chegada deles.

Os militantes informaram ainda que perderam muitos combatentes durante combates na cidade de Zlitan, no leste de Trípoli.

Os ativistas afirmaram que Abdessalem Jalloud, um ex-primeiro-ministro líbio, teria deixado a capital e se refugiado em áreas do país controladas pelas forças anti-Khadafi.

Notícias relacionadas