Tempestade Irene ganha força de furacão e segue rumo ao Haiti

Imagem de satélite do Caribe (AP) Direito de imagem BBC World Service
Image caption Irene agora ganhou força de furacão

A tempestade tropical Irene, que está na região de Porto Rico, ganhou força nesta segunda-feira e foi elevada à categoria de furacão, o primeiro da temporada no Oceano Atlântico.

O Centro Nacional de Furacões, em Miami, nos Estados Unidos, informou que o Haiti está no caminho que foi projetado para o furacão.

Depois do Haiti, o furacão Irene deve atingir a República Dominicana e também poderá chegar à Flórida e a outros Estados americanos, como a Geórgia e Carolina do Norte e do Sul.

O Irene tem ventos de velocidade de até 120 quilômetros por hora, segundo o Centro Nacional de Furacões nos Estados Unidos, o que o coloca acima do índice oficial de furacões.

Na manhã desta segunda-feira, o Irene estava a cerca de 40 quilômetros a oeste de San Juan, Porto Rico, e se movimentando do oeste para noroeste a cerca de 20 quilômetros por hora.

Haiti

No Haiti, onde o furacão Irene deve chegar, centenas de milhares de pessoas no país ainda estão vivendo em barracas desde o terremoto de 2010.

O país é particularmente vulnerável a chuvas pesadas que devem acompanhar o Irene.

Em junho mais de 20 pessoas foram mortas por enchentes e deslizamentos de terras.

O Haiti também está tentando se recuperar do terremoto devastador que atingiu o país em janeiro de 2010. Segundo autoridades, o tremor matou cerca de 230 mil pessoas e deixou mais de 1 milhão de pessoas desabrigadas.

De acordo com a Organização Internacional para Imigração, cerca de 634 mil haitianos ainda vivem em acampamentos. Mas, outras estimativas afirmam que 375 mil pessoas ainda permanecem nestes acampamentos.

Notícias relacionadas