Cidades criam campanhas para pedestres ‘distraídos’ por iPod e celular

Atualizado em  1 de setembro, 2011 - 10:42 (Brasília) 13:42 GMT

Player

Na Filadélfia, policiais param cidadãos 'plugados' e pedem que eles fiquem atentos, para evitar atropelamentos.

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

Numa época em que pedestres andam cada vez mais imersos nos sons de seus iPods e celulares, alguns políticos e autoridades dizem que essas distrações podem favorecer atropelamentos e acidentes de trânsito nas grandes cidades.

Por isso, cinco Estados americanos estão promovendo leis que coíbem o uso de aparelhos sonoros por pedestres.

A cidade de Filadélfia, porém, tomou uma iniciativa diferente.

Dez policiais patrulham a cidade de bicicleta, param os pedestres que estão “plugados” em seus aparelhos sonoros e oferecem um conselho: fiquem mais atentos.

A polícia afirma que a campanha pública é mais útil do que leis, pois considera impraticável impedir que as pessoas usassem seus aparelhos favoritos nas ruas da cidade.

Pedestre fala ao celular em rua de Filadélfia (BBC)

Políticos e autoridades dizem que uso de 'gadgets' por pedestres pode ser perigoso

Em Sydney, na Austrália – onde o fenômeno da imersão em aparelhos sonoros é chamada de “iPod oblivion” –, as autoridades também fizeram uma campanha contra o uso de iPods nas ruas, mostrando pedestres atropelados ao lado de seus “gadgets”.

Para quem não abre mão da música enquanto caminha ou pedala, a tecnologia oferece esperança. As montadoras de automóveis começam a desenvolver carros que param automaticamente ao detectar a presença de pedestres ou ciclistas.

Enquanto isso, críticos das novas leis e campanhas argumentam que as distrações visuais e sonoras sempre existiram nas ruas das cidades grandes. Os iPods e celulares seriam, portanto, apenas os produtos mais recentes a disputar a atenção de nossos cérebros.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.