Ahmadinejad pede fim da repressão da Síria contra manifestantes

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, afirmou nesta sexta-feira que o seu colega sírio, Bashar Al-Assad, deve interromper a repressão oficial contra a população civil e negociar com a oposição.

O líder iraniano ainda se prontificou a sediar uma reunião de países da região para discutir a crise.

"Nós estamos preparados para sentar à mesa com as nações islâmicas e nos apressar a alcançar um acordo mais coletivo sobre a ajuda à Síria", disse Ahmadinejad, segundo a agência de notícias estatal Irna.

"As nações islâmicas, independentemente dos estrangeiros, devem chegar a um acordo entre si para ajudar a Síria", afirmou o presidente iraniano, para quem a repressão violenta a manifestantes "não é nunca a melhor solução".

Esta foi a primeira vez em que Ahmadinejad, antigo aliado de Assad, se posicionou contrário à repressão à população civil. Anteriormente, o líder iraniano chegou a criticar os Estados Unidos e Israel pelas sanções impostas ao governo sírio.