Saudita é condenada dez chibatadas por desrespeitar a lei e dirigir

Mulheres sauditas aguardam motoristas em saída de shopping de Riad (AFP) Direito de imagem BBC World Service
Image caption Mulheres poderão votar e concorrer em 2015, mas ainda não podem dirigir

A Justiça da Arábia Saudita sentenciou uma mulher a dez chibatadas por ela ter desrespeitado a lei do país que proíbe mulheres de dirigirem carros.

A mulher, identificada apenas como Shema, foi considerada culpada por dirigir na cidade de Jeddah em julho.

Um grupo de ativistas que faz campanha para que as mulheres tenham permissão para dirigir na Arábia Saudita, o Women2drive, informou que Shema já entrou com recurso.

Nos últimos meses várias mulheres saíram dirigindo por várias cidades sauditas para pressionar o governo a mudar a lei.

Outras duas mulheres devem ir a julgamento ainda neste ano devido a acusações parecidas, segundo correspondentes.

A sentença para Shema foi dada dois dias depois de o rei Abdullah ter anunciado que as mulheres vão poder votar pela primeira vez nas eleições municipais de 2015.

Abdullah disse ainda que elas vão poder ser nomeadas para o Conselho Shura, órgão consultado em temas importantes no país.

Notícias relacionadas