Premiê da Grécia diz que seu país não pode aceitar decisões dos mercados

O primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, disse nesta quinta-feira, no Parlamento, que está em contato com a oposição a respeito do referendo convocado por seu governo sobre o acordo fechado com a União Europeia na última semana.

Papandreou disse que "o povo grego terá maturidade" para decidir nas urnas. O referendo está sendo visto como a possibilidade de a Grécia decidir se permanece ou não na zona do euro.

"Não podemos tomar decisões (guiadas pelos) mercados", disse Papandreou.

O premiê ressaltou a vontade do governo grego de que o país permaneça na zona do euro. Ele também ressaltou a situação econômica precária da Grécia.