Considerada 'pé-frio', estátua de santa desaparece de estádio na Argentina

Virgem de Guadalupe/AFP Direito de imagem BBC World Service
Image caption ironicamente, o Colón de Santa Fé deixou de perder após sumiço de estátua

O desaparecimento da estátua de uma santa acusada de trazer azar a um time de futebol na Argentina vem causando polêmica no país.

A estátua da Virgem de Guadalupe, de dois metros de altura, ficava posicionada de frente ao campo do estádio do Colón de Santa Fé. Ela desapareceu em agosto, após uma sequência de oito derrotas em 13 jogos.

A última derrota antes do desaparecimento da estátua foi para o rival local Unión de Santa Fé, em partida válida para o atual campeonato.

Após o sumiço, o time empatou quatro partidas, venceu três e perdeu uma, e se encontra no quarto lugar da tabela, com condições matemáticas de brigar pelo título.

Feiticeiro

A estátua foi presenteada ao clube há dez anos pelo então técnico da equipe, o uruguaio Jorge Fossati.

Após a derrota no clássico, Gómez diz que "os jogadores procuraram um feiticeiro", cego, que teria perguntado após caminhar pelo estádio se no local "havia uma virgem".

Segundo o jornalista, o episódio seria a confirmação das suspeitas de alguns jogadores, de que a estátua trazia azar. Dias depois, ela sumiu.

O desaparecimento gerou protestos de religiosos, inclusive do arcebispo de Santa Fé e a polícia investiga uma denúncia de roubo.

Inicialmente os jogadores negaram envolvimento com o caso, mas depois o capitão Ariel Garcé contou outra versão.

Ele disse que a estátua precisava de reparos, foi levada a um restaurador, mas no caminho, ela sofreu um acidente que a danificou irremediavelmente.

O clube e os atletas afirmaram que vão encomendar uma nova estátua, parecida com a original, para acalmar os que se ofenderam com o desaparecimento.

Notícias relacionadas