Cidades brasileiras sobem em ranking de qualidade de vida

Brasília /BBC Direito de imagem BBC World Service
Image caption Brasília foi a primeira colocada entre as cidades brasileiras nos rankings da Mercer

As cidades de Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo subiram levemente em um ranking que avalia a qualidade de vida para estrangeiros que vêm trabalhar no país.

No estudo divulgado nesta terça-feira pela consultoria internacional em recursos humanos Mercer, Brasília é a primeira cidade brasileira a aparecer, na 101ª posição. No ano passado, a capital federal estava na 104ª colocação.

O Rio de Janeiro subiu duas posições em 2011, da 116ª para 114ª, e São Paulo, uma, da 117ª para 116ª.

"O desempenho levemente melhor pode ser explicado por uma série de fatores", disse à BBC Brasil um dos responsáveis pela pesquisa, Slagin Parakatil.

"O padrão pelo qual as outras cidades são julgadas é Nova York, que este ano teve uma pontuação levemente pior, causando mudanças na tabela. Outras cidades europeias também pontuaram menos este ano", afirma.

"Mas os investimentos feitos pelo governo brasileiro em segurança, em parte por causa de eventos como a Copa do Mundo, podem ter uma consequência nas posições das cidades brasileiras nos próximos anos", completa.

Remuneração

A Mercer classifica 221 cidades de todo o mundo para ajudar empresas e governos a remunerar adequadamente empregados que são deslocados de seus países de origem.

São levados em conta fatores como qualidade de vida, transporte, clima, segurança e preços e a maioria dos dados foi coletada entre setembro e novembro deste ano.

Cidades europeias representam mais da metade das 25 primeiras colocações. A capital da Áustria, Viena, está no primeiro lugar, seguida por Zurique, na Suíça, e Auckland, na Nova Zelândia.

Entre as sul-americanas, Montevidéo é a melhor posicionada (77º), seguida de Buenos Aires (81º) e Santiago do Chile (90º).

A capital do Iraque, Bagdá, ficou com a última posição entre as cidades analisadas. No continente americano, a pior pontuação foi da haitiana Porto Príncipe, no 217º lugar.

Direito de imagem na
Image caption Bagdá ficou com a pior pontuação entre as cidades pesquisadas

Este ano, a consultoria organizou um outro ranking para medir o nível de segurança pessoal, baseado em estabilidade interna, nível de criminalidade, eficiência da força policial e as relações externas do país.

Nas primeiras colocações, estão Luxemburgo, Berna (Suíça), Helsinque (Finlândia) e Zurique (Suíça). Montevidéu é novamente a melhor pontuada entre as sul-americanas, na posição de número 93.

Brasília ficou no 131º lugar, Rio de Janeiro em 172º e São Paulo em 178º. Bagdá ficou também na última colocação.

Notícias relacionadas