A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Cientistas anunciam a descoberta de evidências da 'partícula de Deus'

O Bóson de Higgs está mais perto de ter sua existência confirmada, segundo o anúncio de pesquisadores que dizem ter encontrado novos indícios da chamada "partícula de Deus" no Grande Colisor de Hádrons (GCH) em Genebra.

A partícula é considerada o pedaço que falta na principal teoria da física de partículas - conhecida como Modelo Padrão -, que descreve como partículas fundamentais, que formam os átomos, interagem.

Segundo a teoria, logo após a explosão do Big Bang, quando o Universo foi criado, teria surgido o Bóson de Higgs, que deu massa a todas as outras partículas.

Image caption Objetivo do experimento é recriar as condições após o Big Bang

A busca por ele foi um dos principais motivos da construção do Grande Colisor de Hádrons, o acelerador de partículas mais poderoso já construído, na fronteira entre a Suíça e a França.

O acelerador promove colisões tão fortes entre átomos que elas recriam as condições do momento após o Big Bang, na esperança de encontrar a "partícula de Deus".

Nesta terça-feira, dois projetos que utilizam o Grande Colisor de Hádrons dizem ter achado o que podem ser sinais do Bóson de Higgs.

Mesmo que isso se confirme, os cientistas não poderão chamá-lo de descoberta, porque até agora, os dois resultados podem ser somente flutuações nos dados.

Mas o que está causando grande expectativa entre os cientistas é que, segundo relatos, os dois experimentos, usando métodos diferentes, encontraram os mesmo sinais no mesmo local, que era previsto na teoria do Modelo Padrão.