Explosões perto de igrejas católicas na Nigéria matam ao menos 15

País vem sendo alvo de violência sectária Direito de imagem Reuters
Image caption Nenhum grupo assumiu autoria de supostos atentados

Uma bomba explodiu próxima a uma igreja em Mandalla, nos arredores da capital da Nigéria, Abuja, matando ao menos 15 pessoas e deixando várias outras feridas.

A igreja recebia vários fiéis durante uma cerimônia natalina. Pouco após o incidente, uma segunda explosão foi registrada na cidade de Jos, perto de outra igreja católica.

Segundo um representante do governo da Nigéria, foram ouvidos tiros após a explosão que ocorreu em Jos.

A enfermeira-chefe de um hospital local descreveu a situação como grave e relatou que os feridos estão sendo transferidos para hospitais maiores.

Funcionários dos serviços de emergência disseram que não contam com ambulâncias suficientes para transportar os feridos e recolher os mortos.

Segurança

Muitos serviços religiosos na região predominantemente islâmica do Norte da Nigéria foram cancelados.

O governo promeveu um reforço na segurança em áreas próximas a igrejas que estão realizando missas de Natal.

Ainda não se sabe quem estaria por trás dos supostos ataques, mas a Nigéria tem vivido uma onda de violência sectária.

Muitos atentados contra cristãos no país foram atribuídos ao grupo islâmico fundamentalista Boko Haram.

Notícias relacionadas