Graça Foster será 1ª 'intrusa' em clube até hoje exclusivamente masculino

Atualizado em  24 de janeiro, 2012 - 12:07 (Brasília) 14:07 GMT
Graça Foster com Dilma Rousseff em evento em 2011

Indicação de Graça Foster à presidência da Petrobras foi anunciada na segunda-feira

Maria das Graças Foster será a primeira mulher em um grupo até agora dominado exclusivamente por homens ao assumir a presidência da Petrobras, em fevereiro.

Segundo levantamento feito pelo Energy Institute, da Grã-Bretanha, a pedido da BBC Brasil, nenhuma outra companhia de petróleo no mundo teve até hoje uma mulher no comando.

A indicação da atual diretora de Gás e Energia da Petrobras, conhecida como Graça Foster, à presidência da estatal foi anunciada pelo governo brasileiro na tarde de segunda-feira. Ela substituirá o atual presidente, José Sérgio Gabrielli, no cargo desde o governo Lula.

Outro levantamento, com base na lista das 50 maiores empresas de energia do mundo com capital aberto, publicada pela consultoria PFC Energy, indica que ela será a única mulher atualmente no comando das empresas dessa relação.

'Poderosa'

Ao assumir o novo cargo, no próximo dia 9 de fevereiro, Graça Foster também se tornará integrante de um seleto grupo de mulheres no comando de grandes empresas do mundo.

A lista anual das 500 maiores empresas do mundo em valor de mercado, publicada pela revista Fortune, indicava em julho do ano passado que apenas 12 dessas companhias eram chefiadas por mulheres.

Desde então, algumas outras mulheres assumiram a presidência de empresas listadas no ranking da Fortune, como Meg Whitman, que assumiu o comando da HP em setembro, e Virginia "Ginni" Rometty, alçada ao cargo de presidente da IBM no início de janeiro.

Ainda assim, a Petrobras, 34ª no ranking da Fortune, será apenas a segunda maior companhia a ser gerida por uma mulher, atrás apenas da HP, atualmente na 28ª posição.

À frente da Petrobras, Graça Foster comandará um orçamento para investimentos de US$ 225 bilhões até 2015, anunciado no ano passado.

O poder de fogo e a importância da empresa foram destacados pela imprensa internacional nesta terça-feira.

Reportagem do diário britânico The Times comenta que, quando assumir a Petrobras, Graça Foster se tornará "possivelmente uma das mulheres mais poderosas do mundo".

Leia mais sobre esse assunto

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.