Romney disputa voto a voto primárias de seu Estado natal

Ativista faz campanha por Romney no Michigan (Reuters) Direito de imagem Reuters
Image caption Romney enfrenta disputa acirrada no Michigan, mas é tido como favorito no Arizona

O pré-candidato Mitt Romney, líder das primárias republicanas dos EUA, disputava voto a voto na noite desta terça-feira as primárias em seu Estado natal, Michigan.

Segundo as contagens iniciais dos votos da prévia republicana, Romney estava alguns pontos percentuais à frente, mas quase empatado com seu principal rival, o pré-candidato Rick Santorum.

A disputa acirrada parecia improvável há algumas semanas, já que Romney nasceu e foi criado no Michigan. Mas Santorum conseguiu atrair um apoio considerável de republicanos conservadores do Estado.

O Arizona também realizou primárias nesta terça - mas ali Romney é tido como franco favorito. Pesquisas iniciais indicavam que ele receberia 44% dos votos no Estado, contra 27% de Santorum.

As prévias ocorrem num momento em que esquenta a disputa entre Romney e Santorum, os dois pré-candidatos mais cotados a obter a vaga republicana às eleições presidenciais de novembro.

Santorum chamou a atenção do público ao fazer um apelo, em mensagens telefônicas, pedindo que eleitores democratas do Michigan também votassem contra Romney nas primárias republicanas.

A tática, incomum, despertou críticas da campanha de Romney, que chamou a iniciativa de um "truque sujo".

Tanto Romney quanto Santorum vinham fazendo intensas campanhas nos últimos dias. Os outros dois pré-candidatos, Ron Paul e Newt Gingrich, têm focado seus esforços em outros Estados.

Eleitorado conservador

Para analistas, uma vitória em Michigan seria crucial para Romney, dando-lhe força para a "Superterça" da semana que vem, quando dez Estados realizam primárias simultaneamente.

Ainda considerado favorito à nomeação republicana - e atual líder na contagem de delegados republicanos -, Romney tem enfrentado dificuldades em convencer a ala mais conservadora de seu eleitorado, o que tem prejudicado o avanço de sua campanha.

Em uma aparente admissão dessa dificuldade, ele disse que sua desconexão com o público ultraconservador vem de sua indisposição a fazer comentários "incendiários".

Ele acusou Santorum de dizer "coisas absurdas" para conquistar o eleitorado republicano.

Até a noite de terça, Romney tinha 123 delegados republicanos, contra 72 de Santorum.

As prévias de Michigan e Arizona colocam em disputa, respectivamente, mais 30 e 29 delegados. É necessário o apoio de 1.144 delegados para obter a nomeação republicana e disputar a Presidência dos EUA com o democrata Barack Obama.

Notícias relacionadas