Linha do tempo: As Olimpíadas da era moderna

Atualizado em  8 de março, 2012 - 07:38 (Brasília) 10:38 GMT

Linha do tempo: As Olimpíadas da era moderna

Medalhas de ouro até hoje

1Estados Unidos 929
2Alemanha* 400
3União Soviética 395
4Grã-Bretanha 207
5França 191
6Itália 190
7Outras nações 2191
Total 4503

Os atletas americanos LaShawn Merritt, Angelo Taylor, David Neville e Jeremy Wariner celebram a vitória na final do revezamento 4x400 nos Jogos de Pequim em 2008.

* Combina o total de medalhas conquistadas pelas Alemanhas Ocidental e Oriental

2008

Pequim, China Olimpíada XXIX

  1. 204 Nações
  2. 10.942 Atletas
  3. 302 Competições

Olimpíada 2008

Medalhas de ouro por país

1China 51
2Estados Unidos 36
3Rússia 23
4Grã-Bretanha 19
5Alemanha 16
6Austrália 14
7Outras nações 143
Total 302
  • A China chega ao topo, com menos medalhas no total, mas conquistando mais ouros do que os Estados Unidos.
  • Maurren Maggi, ouro no salto em distância e Ketleyn Quadros, bronze no judô, conquistam as primeiras medalhas individuais femininas brasileiras. O vôlei feminino finalmente conquista o ouro.
  • César Cielo traz o primeiro ouro do Brasil na natação, além de conquistar um bronze.
  • O americano Michael Phelps quebra os recordes de medalhas de ouro conquistadas em uma única Olimpíada e de número total de medalhas de ouro para um atleta olímpico. Ele vence oito finais de natação.
  • A nadadora sul-africana Natalie du Toit, que perdeu uma perna em um acidente, torna-se a primeira amputada a se classificar para uma Olimpíada desde Olivér Halassy, em 1936.

Esquerda: He Kexin ganha o ouro na ginástica nos Jogos de 2008.

Direita: O nadador americano Michael Phelps conquista o ouro na final dos 400 m individuais.

2004

Atenas, Grécia Olimpíada XXVIII

  1. 201 Nações
  2. 10.625 Atletas
  3. 301 Competições

Olimpíada 2004

Medalhas de ouro por país

1Estados Unidos 36
2China 32
3Rússia 28
4Austrália 17
5Japão 16
6Alemanha 13
7Outras nações 160
Total 302
  • Os EUA são os vitoriosos mais uma vez, mas a China ultrapassa a Rússia. A Austrália chega ao quarto lugar.
  • Vanderlei Cordeiro de Lima lidera a maratona quando é empurrado para fora da pista por um expectador que burlou a segurança. O brasileiro ficou com o bronze e a Medalha Pierre Coubertin, a mais alta honraria do COI, por seu espírito esportivo.
  • As competições de arco e flecha em Atenas 2004 ocorrem no mesmo estádio Panathinaiko, usado para os Jogos de 1896.
  • Melhor participação olímpica brasileira, com cinco ouros e 16º lugar geral.

Esquerda: Joanne Hayes, dos EUA, cruza a linha de chegada e conquista a medalha de ouro nos 100 m com barreira.

Direita: Jun Zhang, da China, um dos vencedores da competição de duplas mistas no badminton.

2000

Sydney, Austrália Olimpíada XXVII

  1. 199 Nações
  2. 10.651 Atletas
  3. 300 Competições

Olimpíada 2000

Medalhas de ouro por país

1Estados Unidos 37
2Rússia 32
3China 28
4Austrália 16
5Alemanha 13
6França 13
7Outras nações 160
Total 299
  • EUA e Rússia terminam no topo, com a China logo atrás.
  • As Coreias do Norte e do Sul entram no estádio sob uma única bandeira.
  • O remador britânico Steve Redgrave conquista ouro em sua quinta Olimpíada consecutiva.
  • O nadador da Guiné Equatorial Eric Moussambani completa os 100m estilo livre em 112,72 segundos, mais de duas vezes o tempo do vencedor da prova.
  • Realizados os primeiros testes para detectar a substância eritropoietina (EPO), que melhora o desempenho dos atletas.

Esquerda: O australiano Andrew Hoy (prata), o americano David O'Connor (ouro) e o neozelandês Mark Todd (bronze) sobem ao pódio após a competição individual de salto.

Direita: A russa Tatyana Lebedeva é medalha de prata no salto triplo feminino.

1996

Atlanta, Estados Unidos Olimpíada XXVI

  1. 197 Nações
  2. 10.318 Atletas
  3. 271 Competições

Olimpíada 1996

Medalhas de ouro por país

1Estados Unidos 44
2Rússia 26
3Alemanha 20
4China 16
5França 15
6Itália 13
7Outras nações 137
Total 271
  • EUA, Rússia e Alemanha ficam nas três primeiras posições, com a China chegando em quarto.
  • Tragédia na abertura, com um atentado à bomba que matou duas pessoas e feriu mais mais de cem no Centennial Olympic Park.
  • Todos os 197 comitês olímpicos nacionais reconhecidos estiveram presentes nos Jogos.
  • Vôlei de praia e mountain bike foram as novidades dos Jogos daquele ano.
  • Torben Grael conquista o primeiro de seus dois ouros olímpicos. O iatista é o brasileiro com o maior número de medalhas, cinco, em também cinco edições dos Jogos.
  • Jacqueline Silva e Sandra Pires se tornam as primeiras atletas brasileiras a conquistar medalhas de ouro, vencendo no vôlei de praia. Nas quadras, o time feminino conquista sua primeira medalha, o bronze.

Esquerda: A nadadora Beth Botsford comemora sua medalha de ouro nos 100m costas feminino com a compatriota Whitney Hedgepeth

Direita: O time masculino de ginástica russo levou o ouro no ano em que os Jogos celebraram seu centenário.

1992

Barcelona, Espanha Olimpíada XXV

  1. 169 Nações
  2. 9.356 Atletas
  3. 257 Competições

Olimpíada 1992

Medalhas de ouro por país

1Equipe unificada 45
2Estados Unidos 37
3Alemanha 33
4China 16
5Cuba 14
6Espanha 13
7Outras nações 102
Total 260
  • O time unificado de países da antiga União Soviética conquista o maior número de medalhas, seguido de EUA e Alemanha. Um total de 64 nações conquista ao menos uma medalha, o maior número até então.
  • O fim da União Soviética e a queda do Muro de Berlim fizeram como que os Jogos de 92 não sofressem nenhum boicote.
  • Profissionais do basquete são aceitos. O 'Time dos Sonhos', ou 'Dream Team' americano, domina a competição.
  • Na última volta da final dos 10 mil metros femininos, a etíope Derartu Tulu disparou para a liderança e venceu a prova. Na linha de chegada, ela esperou sua rival Elana Meyer, uma sul-africana branca. Elas fizeram uma volta de mãos dadas que simbolizava esperança para uma nova África.
  • O vôlei masculino conquista o primeiro ouro brasileiro em esportes coletivos.

Esquerda: Alexander Kourlovitch levanta 205 kg para conquistar o ouro na categoria de atletas acima de 110 kg.

Direita: Michael Jordan comemora o ouro com o Dream Team do basquete americano.

1988

Seul, Coreia do Sul Olimpíada XXIV

  1. 160 Nações
  2. 8.391 Atletas
  3. 237 Competições

Olimpíada 1988

Medalhas de ouro por país

1União Soviética 55
2Alemanha Oriental 37
3Estados Unidos 36
4Coreia do Sul 12
5Alemanha Ocidental 11
6Hungria 11
7Outras nações 79
Total 241
  • União Soviética e Alemanha Oriental são os países que mais pontuam no quadro de medalhas.
  • Exceto por Coreia do Norte, Cuba e Etiópia, não há um grande boicote pela primeira vez desde 1972.
  • Aurélio Miguel conquista o primeiro ouro olímpico do Brasil no judô.
  • A alemã oriental Christa Rothenburger se torna a primeira e única atleta a conquistar medalhas em Olimpíadas de verão e de inverno no mesmo ano. Ela ganhou a prata no ciclismo e ouro e prata no esqui no gelo.

Esquerda: O time de basquete da União Soviética celebra após conquistar o ouro.

Direita: Andreas Wecker da Alemanha Oriental nas barras paralelas.

1984

Los Angeles, EUA Olimpíada XXIII

  1. 140 Nações
  2. 6.829 Atletas
  3. 221 Competições

Olimpíada 1984

Medalhas de ouro por país

1Estados Unidos 83
2Romênia 20
3Alemanha Ocidental 17
4China 15
5Itália 14
6Canadá 10
7Outras nações 67
Total 226
  • A China retorna aos Jogos de forma impressionante, terminando em quarto lugar. A Romênia surpreendeu ao ficar em segundo lugar na pontuação geral, atrás dos EUA.
  • As Olimpíadas de Los Angeles foram boicotadas pela União Soviética e outros 14 países. A Líbia e o Irã também não mandam delegações.
  • Acontece a primeira maratona feminina. O evento era proibido até então por ordens médicas, que alegavam que a prova faria as mulheres "envelhecer rapidamente".
  • Joaquim Cruz vence nos 800m, o primeiro ouro brasileiro em quase trinta anos. Atletas profissionais são admitidos no futebol e o Brasil fica com a prata. É a primeira medalha do vôlei masculino, que fica com a prata.
  • Os primeiros jogos com patrocínio privado são um sucesso comercial, graças a um lucrativo acordo de transmissão e vários patrocinadores.

Esquerda: Integrantes da equipe americana de nado sincronizado celebram ao lado da treinadora Charlotte Davis (direita).

Direita: A romena Aurora Dan e a alemã ocidental Christiane Weber duelam no florete.

1980

Moscou, URSS Olimpíada XXII

  1. 80 Nações
  2. 5.179 Atletas
  3. 203 Competições

Olimpíada 1980

Medalhas de ouro por país

1União Soviética 80
2Alemanha Oriental 47
3Bulgária 8
4Cuba 8
5Itália 8
6Hungria 7
7Outras nações 46
Total 204
  • URSS e Alemanha Ocidental dominam o quadro de medalhas. Cuba, Bulgária e Itália conquistam oito ouros cada.
  • Os primeiros Jogos em um país comunista são boicotados por EUA, Alemanha Ocidental e Japão, assim como outros 62 países.
  • Cada integrante do time de hóquei feminino do Zimbábue, medalha de ouro nos Jogos, recebeu um touro de presente ao voltar para casa.

Esquerda: Teófilo Stevenson no pódio após vencer a competição dos pesos pesados.

Direita: Marita Koch, da Alemanha Oriental, carrega o bastão na prova de revezamento 4 x 400 metros.

1976

Montreal, Canadá Olimpíada XXI

  1. 92 Nações
  2. 6.084 Atletas
  3. 198 Competições

Olimpíada 1976

Medalhas de ouro por país

1União Soviética 49
2Alemanha Oriental 40
3Estados Unidos 34
4Alemanha Ocidental 10
5Japão 9
6Polônia 7
7Outras nações 49
Total 198
  • A URSS termina mais uma vez em primeiro. Os EUA perdem a segunda posição para a Alemanha Ocidental.
  • Países africanos boicotam os Jogos devido à inclusão da Nova Zelândia. O time de rúgbi do país fez uma turnê pela África do Sul, boicotada internacionalmente devido ao regime segregacionista do apartheid.
  • Bermuda se torna a nação menos populosa a conquistar uma medalha.
  • Sediar os Jogos custa para a cidade de Montreal US$ 1,5 milhão, dívida que só terminaria de pagar em 2006.
  • A ginasta romena Nadia Comaneci se torna a primeira pessoa a conquistar uma nota 10 - desempenho perfeito - em um evento olímpico de ginástica artística. Ela conquistou a nota sete vezes, em eventos individuais e de equipe, ajudando a Romênia a conquistar três medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze na ginástica.

Esquerda: O neozelandês John Walker e o britânico Frank Clement durante a prova de 800 metros.

Direita: Nadia Comaneci comemora após desempenho perfeito nas barras assimétricas

1972

Munique, Alemanha Olimpíada XX

  1. 121 Nações
  2. 7.134 Atletas
  3. 195 Competições

Olimpíada 1972

Medalhas de ouro por país

1União Soviética 50
2Estados Unidos 33
3Alemanha Oriental 20
4Alemanha Ocidental 13
5Japão 13
6Austrália 8
7Outras nações 58
Total 195
  • A União Soviética conquista o maior número de medalhas, seguida dos EUA, enquanto a Alemanha Ocidental bate a Oriental na disputa do terceiro lugar. Os soviéticos também levaram o maior número de ouros.
  • Os Jogos são marcados pelo assassinato de 11 integrantes da delegação israelense, em um ataque do grupo palestino Setembro Negro.
  • A República da Rodésia, um Estado não reconhecido no sul da África, é excluída dos Jogos a pedido de outras nações africanas.
  • O juramento olímpico é introduzido. O tiro com arco volta aos Jogos.
  • A amazona britânica Lorna Johnstone se torna, aos 70 anos e cinco dias, a mulher mais velha a competir em uma Olimpíada.

Esquerda: Largada da final dos 200m no Estádio Olímpico de Munique.

Direita: O nadador americano Mark Spitz com cinco das sete medalhas que ganhou

1968

Cidade do México, México Olimpíada XIX

  1. 112 Nações
  2. 5.516 Atletas
  3. 172 Competições

Olimpíada 1968

Medalhas de ouro por país

1Estados Unidos 45
2União Soviética 29
3Japão 11
4Hungria 10
5Alemanha Oriental 9
6França 7
7Outras nações 63
Total 174
  • As três nações que mais pontuam são as mesmas de 1964, com os EUA no topo, seguidos de URSS e Japão.
  • Os Jogos da Cidade do México são realizados nas altitudes mais altas até então, a 2.239 metros acima do nível do mar. O ar rarefeito afetou a performance em provas de resistência, mas levou a recordes em corridas curtas, de revezamento e de saltos.
  • Em um gesto inesperado, os atletas negros americanos Tommie Smith e John Carlos recebem as medalhas calçando apenas meias negras, em um protesto contra o racismo, e fazem, durante a execução do hino americano, o gesto característico do movimento político Black Power.
  • O atleta sueco de pentatlo Hans-Grunner Liljenwall é desclassificado após um exame acusar excesso de álcool, substância que é proibida.

Esquerda: Os negros americanos Tommie Smith e John Carlos fazem a saudação Black Power

Direita: Vera Caslavska, da Tchecoslováquia, durante competição de ginástica olímpica

1964

Tóquio, Japão Olimpíada XVIII

  1. 93 Nações
  2. 5.151 Atletas
  3. 163 Competições

Olimpíada 1964

Medalhas de ouro por país

1Estados Unidos 36
2União Soviética 30
3Japão 16
4Alemanha 10
5Itália 10
6Hungria 10
7Outras nações 51
Total 163
  • Os EUA voltam ao topo, deixando os soviéticos na segunda colocação e o Japão, em terceiro.
  • A África do Sul é proibida pelo Comitê Olímpico Internacional de participar dos jogos, devido ao opressivo regime do apartheid. Argélia, Camarões e Costa do Marfim aparecem pela primeira vez nos Jogos.
  • Em 1964, o Japão gastou cerca de US$ 3 bilhões para reconstruir Tóquio para a Olimpíada, revitalizando uma cidade que havia sido destruída pela Segunda Guerra Mundial e por terremotos.
  • A ginasta soviética Larissa Latynina conquista seis medalhas pela terceira vez consecutiva. Ela é até hoje a atleta com mais medalhas (18).

Esquerda: A americana Wyomia Tyrus no pódio ao lado rivais da prova dos 100 metros rasos.

Direita: O boxeador americano Joe Frazier derruba o alemão Hans Huber na final dos pesos pesados

1960

Roma, Itália Olimpíada XVII

  1. 83 Nações
  2. 5.338 Atletas
  3. 150 Competições

Olimpíada 1960

Medalhas de ouro por país

1União Soviética 43
2Estados Unidos 34
3Itália 13
4Alemanha 12
5Austrália 8
6Turquia 7
7Outras nações 35
Total 152
  • Prossegue o boicote chinês (ele terminaria apenas em 1984). A URSS termina mais uma vez à frente dos EUA, com a Itália em um surpreendente terceiro lugar.
  • O Hino Olímpico é adotado oficialmente. Milhões assistem aos Jogos pela TV ao redor do mundo.
  • Cassius Clay vence a competição dos pesos-pesados aos 18 anos de idade.
  • O maratonista etíope Abebe Bikila é o primeiro negro africano a conquistar uma medalha. Ele vence a maratona correndo descalço.

Esquerda: Prova de ciclismo nos Jogos de Roma

Direita: Cassius Clay vence a competição dos pesos-pesados aos 18 anos de idade.

1956

Melbourne, Austrália Olimpíada XVI

  1. 72 Nações
  2. 3.314 Atletas
  3. 145 Competições

Olimpíada 1956

Medalhas de ouro por país

1União Soviética 37
2Estados Unidos 32
3Austrália 13
4Hungria 9
5Itália 8
6Suécia 8
7Outras nações 46
Total 153
  • Primeira vitória para a URSS, que termina à frente dos EUA. A Austrália surpreende, em terceiro.
  • Os Jogos são boicotados pela Holanda, Espanha e Suíça, devido à invasão soviética na Hungria. Outras ausências são China, Iraque, Egito e Líbano.
  • Algumas provas equestres são realizadas na Suécia, já que as autoridades australianas de saúde não permitiram a entrada de cavalos no país, para não violar as leis de quarentena do país.

Esquerda: O soviético Vladimir Kuts (esquerda) lidera nos 10 mil metros.

Direita: O americano Harold Connoly mostra sua medalha de ouro por vencer no arremesso do martelo.

1952

Helsinque, Finlândia Olimpíada XV

  1. 69 Nações
  2. 4.955 Atletas
  3. 149 Competições

Olimpíada 1952

Medalhas de ouro por país

1Estados Unidos 40
2União Soviética 22
3Hungria 16
4Suécia 12
5Itália 8
6Tchecoeslováquia 7
7Outras nações 44
Total 149
  • Os EUA vencem, mas a URSS chega próxima, em segundo. O terceiro lugar fica com a Hungria.
  • Uma atmosfera de Guerra Fria domina os Jogos. A URSS e a República Popular da China estréiam em Olimpíadas.
  • Adhemar Ferreira da Silva ganha o ouro no salto triplo. Ele repetiria o feito nos Jogos de 56, tornando-se o primeiro bicampeão olímpico brasileiro. O atleta foi o primeiro de uma linhagem no salto triplo que inclui Nelson Prudêncio (prata na Cidade do México em 1968 e bronze em Munique 1972) e João Carlos de Oliveira, o João do Pulo (bronze em 1976 e 1980).

Esquerda: Os americanos vencem no declatlo: Bob Mathias (ouro), Milton Campbell (prata) e Floyd Simmons (bronze).

Direita: O tchecoslovaco Emil Zatopek (1922-2000) recebe sua medalha de ouro após vencer nos 10 mil metros.

1948

Londres, Grã-Bretanha Olimpíada XIV

  1. 59 Nações
  2. 4.104 Atletas
  3. 136 Competições

Olimpíada 1948

Medalhas de ouro por país

1Estados Unidos 38
2Suécia 16
3França 10
4Hungria 10
5Itália 8
6Finlândia 8
7Outras nações 48
Total 138
  • Após uma pausa de 12 anos devido à Segunda Guerra Mundial, os Jogos ocorrem novamente, mas sem Alemanha e Japão, que não foram convidados. A URSS se abstém e os EUA ficam no topo do quadro de medalhas.
  • A primeira defecção política: Marie Provaznikova, presidente da Federação Internacional de Ginástica, se recusa a voltar para a Tchecoslováquia, alegando "falta de liberdade" após a inclusão do país no bloco soviético.
  • A corredora holandesa Fanny Blankers-Koen é uma das estrelas dos Jogos. Aos 30 anos, e mãe de três filhos, ela é apelidada de "Dona-de-Casa Voadora" e conquista quatro medalhas de ouro.

Esquerda: O decatleta americano Robert Mathias lança o disco nas Olimpíadas realizadas no estádio de Wembley.

Direita: Times de futebol escutam o hino sueco na cerimônia para os vencedores da competição.

1936

Berlim, Alemanha Olimpíada XI

  1. 49 Nações
  2. 3.963 Atletas
  3. 129 Competições

Olimpíada 1936

Medalhas de ouro por país

1Alemanha 33
2Estados Unidos 24
3Hungria 10
4Itália 8
5Finlândia 7
6França 7
7Outras nações 41
Total 130
  • Os EUA perdem a primeira posição para a Alemanha, enquanto a Hungria fica em terceiro lugar.
  • A Espanha não participa devido à Guerra Civil, enquanto os EUA consideram o boicote devido ao antissemitismo na Alemanha.
  • A Alemanha nazista está em ascensão, defendendo idéias de pureza de raça, mas o negro americano Jesse Owens conquista quatro medalhas de ouro, diante de Adolf Hitler.
  • Os Jogos de Berlim são os primeiros televisionados. Mais de 4 milhões de ingressos são vendidos.
  • A Tocha Olímpica é conduzida pela primeira vez.

Esquerda: A equipe alemã de pentatlo de 1936 em Budapeste, na Hungria.

Direita: O atleta americano Jesse Owens durante os Jogos de Berlim.

1932

Los Angeles, EUA Olimpíada X

  1. 37 Nações
  2. 1.332 Atletas
  3. 117 Competições

Olimpíada 1932

Medalhas de ouro por país

1Estados Unidos 41
2Itália 12
3França 10
4Suécia 9
5Japão 7
6Hungria 6
7Outras nações 31
Total 116
  • Os EUA vencem com facilidade, e a Itália chega ao pódio pela primeira vez.
  • A Grande Depressão prejudica o orçamento dos Jogos. Apenas metade do número de atletas presentes em 1928 foi à Califórnia.
  • A duração do torneio foi reduzida para apenas 16 dias. Não foram permitidos atletas profissionais, o que deixou o futebol de fora.
  • O Brasil não teve dinheiro para enviar seus 69 atletas para a competição. Ele foram de carona em um navio que levou café para ser vendido nos Estados Unidos. Primeira participação de uma mulher brasileira, com a nadadora Maria Lenk.
  • Os Jogos foram os primeiros a gerar lucros, algo que só voltaria a acontecer em 1984 - coincidentemente, também em Los Angeles.

Esquerda: A americana Jean Shiley estabeleceu o recorde no salto em altura.

Direita: O britânico Thomas Hampson vence e estabelece o recorde para os 800 metros.

1928

Amsterdã, Holanda Olimpíada IX

  1. 46 Nações
  2. 2.883 Atletas
  3. 109 Competições

Olimpíada 1928

Medalhas de ouro por país

1Estados Unidos 22
2Alemanha 10
3Finlândia 8
4Suécia 7
5Itália 7
6Suíça 7
7Outras nações 49
Total 110
  • Os EUA vencem de novo, com a Alemanha em segundo lugar após ausências nas últimas Olimpíadas.
  • A Tocha Olímpica é introduzida e dobra o número de mulheres participantes.
  • Primeiras medalhas conquistadas por atletas asiáticos.
  • A ginasta italiana Luigina Giavatti se torna a medalhista mais jovem, ao ganhar a prata com 11 anos e 302 dias.

Esquerda: Corredoras competindo nos 800 metros femininos nos Jogos de 1928

Direita: Os japoneses Isao Fujiki e Takeshi Kuyama treinam para os Jogos de 1928

1924

Paris, França Olimpíada VIII

  1. 44 Nações
  2. 3.089 Atletas
  3. 126 Competições

Olimpíada 1924

Medalhas de ouro por país

1Estados Unidos 45
2Finlândia 14
3França 13
4Grã-Bretanha 9
5Itália 8
6Suíça 7
7Outras nações 30
Total 126
  • Os EUA seguem dominando o ranking, mas Finlândia, Grã-Bretanha e França mostram progressos.
  • Originalmente planejados para Amsterdã, os Jogos são transferidos para Paris para que o Barão de Coubertin veja as Olimpíadas em sua cidade natal, antes de se aposentar.
  • As Olimpíadas se tornam um evento verdadeiramente global, com cerca de mil jornalistas fazendo sua cobertura. A primeira Vila Olímpica é construída.
  • A Alemanha não participa, mas o evento marca a estreia de Letônia, Polônia, Uruguai e Irlanda nos Jogos.

Esquerda: O atleta americana Harold Osborn (1899–1975) recebeu o ouro pelo salto em altura nas Olimpíadas de Paris.

Direita: O militar britânico tenente Eyres, durante jogo de rúgbi contra os Estados Unidos.

1920

Antuérpia, Bélgica Olimpíada VII

  1. 29 Nações
  2. 2.626 Atletas
  3. 154 Competições

Olimpíada 1920

Medalhas de ouro por país

1Estados Unidos 41
2Suécia 19
3Grã-Bretanha 15
4Finlândia 15
5Bélgica 14
6Noruega 13
7Outras nações 39
Total 156
  • Primeira participação brasileira e melhor colocação do país até hoje no quadro geral de medalhas (15° lugar). As três medalhas, um ouro, uma prata e um bronze, foram conquistadas no tiro.
  • Os EUA dominam o quadro de medalhas, mas outras nações como Suécia, Grã-Bretanha, Finlândia e a Bélgica têm bom desempenho.
  • As Olimpíadas de Antuérpia marcam a introdução da bandeira oficial dos Jogos, com os cinco anéis, junto com o Juramento Olímpico.
  • Alemanha, Áustria, Bulgária, Hungria e Turquia, países derrotados na Primeira Guerra Mundial, não são convidados.
  • O boxeador americano Eddie Eagan é o único até hoje a ter ganho medalhas de ouro tanto nas Olimpíadas como nos Jogos de Inverno. Ele venceu também em uma competição de bobsleigh, em 1932.

Esquerda: A equipe inglesa que derrotou a Itália

Direita: A francesa Suzanne Lenglen competindo no tênis feminino durante os Jogos de 1920

1912

Estocolmo, Suécia Olimpíada V

  1. 28 Nações
  2. 2.407 Atletas
  3. 102 Competições

Olimpíada 1912

Medalhas de ouro por país

1Estados Unidos 25
2Suécia 24
3Grã-Bretanha 10
4Finlândia 9
5França 7
6Alemanha 5
7Outras nações 23
Total 103
  • Os EUA vencem mais uma vez, mas a Suécia fica com apenas um ouro a menos e mais medalhas no total.
  • Pela primeira vez, competidores de todos os continentes participam dos Jogos.
  • Pela primeira vez, são usados mecanismos de medição de tempo automáticos.
  • Um embate de luta greco-romana entre o estoniano Martin Klein e o finlandês Alfred Asikainen dura 11 horas e 40 minutos. Klein vence.

Esquerda: Ginastas suecos entram no estádio de Estocolmo

Direita: A equipe de natação feminina britânica nos 4x100 metros estilo livre.

1908

Londres, Grã-Bretanha Olimpíada IV

  1. 22 Nações
  2. 2.008 Atletas
  3. 110 Competições

Olimpíada 1908

Medalhas de ouro por país

1Grã-Bretanha 56
2Estados Unidos 23
3Suécia 8
4França 5
5Alemanha 3
6Hungria 3
7Outras nações 12
Total 110
  • Os Jogos ganham reconhecimento mundial. Os anfitriões ganham o maior número de medalhas.
  • As Olimpíadas de Londres são organizadas às pressas depois que a Itália desiste de sediar o evento, após uma erupção do Vesúvio.
  • As bandeiras das nações são usadas pela primeira vez.
  • Uma citação do barão Pierre de Coubertin é estabelecida como lema dos Jogos: "O importante na vida não é a vitória, mas competir; o importante não é vencer, mas sim ter competido bem".
  • Austrália e Nova Zelândia competem como Australásia.

Esquerda: Wyndham Halswelle cruza em primeiro na competição dos 400 metros.

Direita: Competidoras disputam a final feminina do tiro com arco.

1904

Saint Louis, EUA Olimpíada III

  1. 12 Nações
  2. 651 Atletas
  3. 91 Competições

Olimpíada 1904

Medalhas de ouro por país

1Estados Unidos 78
2Alemanha 4
3Cuba 4
4Canadá 4
5Hungria 2
6Grã-Bretanha 1
7Outras nações 3
Total 96
  • Os EUA dominam os Jogos. Apenas 42 competições, ou menos da metade do total, incluem atletas de fora dos Estados Unidos.
  • São oficialmente introduzidas as medalhas de ouro, prata e bronze.
  • O ginasta americano George Euser vence seis medalhas, apesar de usar uma perna de madeira para competir.
  • Fred Lorz tentou trapacear na maratona, dirigindo pela maior parte do trajeto. Ele é desclassificado.

Esquerda: Competidores na prova dos 400 metros

Direita: O início da prova de maratona em Francis Field, em Saint Louis.

1900

Paris, França Olimpíada II

  1. 24 Nações
  2. 997 Atletas
  3. 95 Competições

Olimpíada 1900

Medalhas de ouro por país

1França 26
2Estados Unidos 19
3Grã-Bretanha 15
4Equipe mista 6
5Suíça 6
6Bélgica 5
7Outras nações 13
Total 90
  • Além de ter a maior delegação, a França vence o maior número de medalhas.
  • Devido à falta de competidores, alguns eventos têm equipes mistas, tanto de gênero quanto de nacionalidade.
  • O francês de origem haitiana Constantin Henríquez de Zubiera, da equipe de rúgbi francesa, é o primeiro atleta negro a competir nos Jogos Olímpicos.

Esquerda: A competição de cabo de guerra é vencida por um combinado de Suécia e Dinamarca.

Direita: A competição de iatismo ocorre na baía de Meulan.

1896

Atenas, Grécia Olimpíada I

  1. 14 Nações
  2. 241 Atletas
  3. 43 Competições

Olimpíada 1896

Medalhas de ouro por país

1Estados Unidos 11
2Grécia 10
3Alemanha 6
4França 5
5Grã-Bretanha 2
6Hungria 2
7Outras nações 7
Total 43
  • O historiador e barão francês Pierre de Coubertin revive os Jogos, inspirado nas antigas Olimpíadas gregas e na Sociedade Olímpica de Wenlock, de William Penny Brookes.
  • A maioria dos competidores vem de Grécia, Alemanha, França e Grã-Bretanha. Esses países conquistam a maior quantidade de medalhas.
  • Mulheres ainda não competiam. Os organizadores disseram que sua inclusão seria "pouco prática, desinteressante e incorreta".
  • Os jogos são vistos por 80 mil pessoas, incluindo o rei Jorge 1º da Grécia.

Esquerda: Três atletas durante treinamento para a prova da maratona dos Jogos de Atenas.

Direita: O rei Jorge 1º se junta ao pastor grego Spyridon Louis (1873-1940), vencedor da maratona de 40 km, para a volta final da competição.

Fotos: Getty Images, AP, Reuters

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.