Centena de milhares de pessoas participam de missa do papa no México

Atualizado em  25 de março, 2012 - 15:23 (Brasília) 18:23 GMT
Bento 16 usa um chapeu mexicano ao chegar para a missa no parque de Silao (AP)

Bento 16 usa um chapeu mexicano ao chegar para a missa no parque de Silao

O papa Bento 16 celebrou neste domingo uma missa ao ar livre na cidade de Silao, a 294 quiômetros ao noroeste da Cidade do México, que reuniu centenas de milhares de pessoas.

A missa ocorreu perto de uma grande estátua do Cristo Rei no Parque do Bicentenário da Independência Mexicana, um dos mais importantes monumentos católicos do país, e milhares de pessoas passaram a noite acampadas no parque para esperar pela missa.

"Não conseguimos dormir por causa da emoção e agora poderemos ver o papa", disse Xochtl Alvarez, uma indígena que disse ter viajado centenas de quilômetros para ver Bento 16, saindo do sul do México.

Mais de 500 mil pessoas participaram da cerimônia que contou também com a participação de muitos jovens.

Dezenas de telões foram espalhados na área para que os fiéis pudessem ver o papa de perto.

Durante a cerimônia, Bento 16 condenou o tráfico de drogas, a corrupção e pediu que os católicos do México apelem para a fé em resposta à pobreza e ao crime. O papa também pediu que os fiéis rejeitem a violência e a vingança.

"Neste momento, em que tantas famílias são separadas ou obrigadas a emigrar, quando tantos estão sofrendo devido à pobreza, corrupção, violência doméstica, tráfico de drogas, a crise de valores e a criminalidade crescente, nos voltamos para Maria em busca de consolo, força e esperança", disse o papa em uma oração.

O público veio vestido de amarelo e branco e o clima foi de comemoração pois, segundo o correspondente da BBC em Silao Will Grant, o fato de o líder da Igreja Católica celebrar a missa de domingo na pequena cidade de Silao surpreendeu muitos no país.

O correspondente da BBC ainda afirma que a hierarquia da Igreja Católica espera que este evento ajude a reafirmar a fé no México, o país que tem a segunda maior população católica do mundo mas onde as igrejas evangélicas tem ganhado muito espaço nos últimos anos.

Encontro com presidente

Bento 16 se encontrou com o presidente do México, Felipe Calderón, no sábado e o gabinete da Presidência afirmou que durante a reunião particular foram abordados assuntos como mudança climática e crime organizado.

O papa chegou ao México na sexta-feira e desembarcou na cidade de Guanajuato, próxima de Silao. As autoridades da cidade implementaram uma grande operação de segurança para a visita do papa e o arcebispo de Leon, Jose Guadalupe Martin Rabago, pediu que os líderes do tráfico de drogas instaurassem uma trégua durante a visita.

Segundo Will Grant, que estava em Guanajuato, poucos esperam que a visita do papa tenha um impacto maior na situação política e militar do México, mas os católicos do país estão comemorando a visita de Bento 16.

Segundo os católicos, o papa é um símbolo poderoso de paz e reconciliação para o México.

Ainda no sábado, Bento 16 conversou com um grupo de jovens e crianças e pediu que os adultos do México "protejam e cuidem das crianças" e que vai rezar para que o México seja "um lar onde todos filhos (de Deus) possam viver com serenidade e harmonia".

O papa também falou sobre a violência gerada pelo tráfico de drogas no país, que já matou mais de 47 mil pessoas no México nos últimos cinco anos.

Depois do México, Bento 16 deve visitar Cuba nesta segunda-feira.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.