Fotógrafo captura estilo de ciclistas em Londres

Atualizado em  25 de abril, 2012 - 05:39 (Brasília) 08:39 GMT

Galeria de Fotos: Cycle Style

  • Foto: Horst A. Friedrichs
    Um fotógrafo alemão pedalou 5 mil quilômetros em um ano para registrar imagens de alguns dos ciclistas mais interessantes da capital britânica. Na foto, Adam com sua Tokyobike Classic Foto: Horst A. Friedrichs
  • Foto: Horst A. Friedrichs / Anzenberger
    As imagens fazem parte do livro 'Cycle Style', da editora Prestel. Acima, Fleur pedala em uma Pashley Britannia na Tweed Run de Londres, em 2011. Foto: Horst A. Friedrichs / Anzenberger
  • Foto: Horst  A. Friedrichs / Anzenberger
    O fotógrafo se diz fascinado pela diversidade de origens e estilos dos ciclistas em Londres. Na imagem, Jools com sua Pashley Princess Sovereign. Foto: Horst A. Friedrichs / Anzenberger
  • Foto: Horst A. Friedrichs
    O dançarino Para tem uma Rossin TT dos anos 1980 folheada a ouro 24k. Foto: Horst A. Friedrichs
  • Foto: Horst A. Friedrichs
    Dee pedala uma Condor Potenza 2010 com uma roda frente Aerospoke. Foto: Horst A. Friedrichs
  • Foto: Horst A. Friedrichs
    Rudy, do website sobre ciclismo The 5th Floor, e sua tatuagem 'Ride it like you stole it' ou 'Pedale como se tivesse roubado (a bicicleta)', em tradução livre. Foto: Horst A. Friedrichs
  • Foto: Horst A. Friedrichs
    "Para mim, pedalar representa liberdade. Carros só trazem estresse, procura por vagas, impostos", diz o fotógrafo. Na imagem, Omara e Tom na Tweed Run de Londres, 2011. Foto: Horst A. Friedrichs
  • Foto: Horst A. Friedrichs
    Nick pedala uma Freddie Grubb dos anos 50. Foto: Horst A. Friedrichs
  • Foto: Horst A. Friedrichs
    Elinor e sua Pashley Princess Sovereign. Foto: Horst A. Friedrichs
  • Foto: Horst A. Friedrichs
    Um brasileiro, cujo nome não foi divulgado, em sua bicicleta vintage no Spitalfields Market, no leste de Londres. Foto: Horst A. Friedrichs
  • Foto: Horst A. Friedrichs
    Abby usa uma Bickerton portátil dos anos 70. Foto: Horst A. Friedrichs
  • Foto: Horst A. Friedrichs
    Cally com uma Brough Superior Touring Modelo 1948. Foto: Horst A. Friedrichs
  • Foto: Horst A. Friedrichs
    O designer de moda Paul Smith pedala pela cidade em uma Mercian track bike. Foto: Horst A. Friedrichs
  • Foto: Horst A. Friedrichs
    "Usar bicicletas para se locomover em cidades já foi visto como uma coisa hippie, mas isso mudou. Elas são o transporte do futuro", diz Friedrichs. Acima, Yang e sua Evisu X Grand 1888. Foto: Horst A. Friedrichs

Ciclistas com estilo

Um fotógrafo alemão pedalou 5 mil quilômetros em um ano para registrar imagens de alguns dos ciclistas mais interessantes da capital britânica.

"Sempre fui fascinado pela enormidade da subcultura ciclista de Londres. Eu adoro a substância que se encontra na cidade, as diferentes origens, as roupas únicas, não se encontra isso em qualquer cidade", disse Horst A. Friedrichs à BBC Brasil.

Por não gostar de dirigir, ele próprio ia de bicicleta de sua casa, em Kingston-upon-Thames, nos arredores de Londres, até a capital para tirar as fotos que agora fazem parte do livro Cycle Style, da editora Prestel.

"Para mim, pedalar representa liberdade. Carros só trazem estresse, procura por vagas, impostos."

Entre as pessoas retratadas por Friedrichs, que se considera mais um fotojornalista que um fotógrafo de moda, estão o dançarino Para, ao lado de sua bicicleta folheada a ouro, e participantes da Tweed Run de 2011, evento descrito como "um passeio de bicicleta metropolitano com um pouco de estilo".

Há também um brasileiro, retratado com seu impressionante bigode no mercado de Spitalfields, no leste de Londres.

Outra das fotos mostram um ciclista com uma tatuagem no braço que diz: "Ride it Like You Stole it" ou "Pedale Como se Tivesse Roubado (a bicicleta)", em tradução livre.

"Usar bicicletas para se locomover em cidades já foi visto como uma coisa hippie, mas isso mudou. Elas são o transporte do futuro", diz Friedrichs.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.