Chipre poderia recorrer a plano de resgate europeu, diz governo

O Chipre poderia ser o quarto e mais novo membro da zona do Euro a recorrer ao plano de resgate europeu devido à deterioração do seu sistema bancário, informou nesta terça-feira um porta-voz do governo do país.

Segundo ele, a elevada exposição dos bancos cipriotas à dívida grega aumentaria o risco do país precisar de uma eventual ajuda financeira da União Europeia.

O grau de exposição do sistema financeiro da pequena ilha à Grécia é estimado em US$ 30 bilhões (R$ 60 bilhões), valor superior ao PIB do próprio país.

Nos últimos meses, o Chipre tem enfrentado um alto índice de desemprego e medidas de austeridade fiscal.

Desde o início da crise internacional, em 2008, Grécia, Irlanda e Portugal já pediram ajuda financeira à União Europeia para evitar um colapso de seus sistemas financeiros.