Parlamentares britânicos pedem proteção para indígenas brasileiros

Indio aiwá (Foto Survival Internationa) Direito de imagem Survival International
Image caption Índio da tribo Aiwá: calcula-se que cem indivíduos nunca tenham tido contato com o mundo exterior

Uma moção no Parlamento britânico pede que o Brasil amplie a proteção à tribo Awá, no Maranhão, classificada como a mais ameaçada do mundo pelo grupo de defesa dos direitos indígenas Survival International, com sede em Londres.

A moção foi proposta pela deputada trabalhista Katy Clark no mês passado e já recebeu a assinatura de 29 colegas dos mais variados partidos políticos.

Os parlamentares querem que o governo britânico aumente a pressão sobre o Brasil para "acabar com a exploração madeireira ilegal e conter as invasões da terra dos Awá".

Eles também notam que é "alarmante" a taxa atual de desmatamento das áreas habitadas pela tribo.

"A moção evidentemente não tem caráter obrigatório, mas é uma forte mensagem de apoio à luta pela preservação dos Awá", disse à BBC Fiona Watson, diretora de pesquisas da Survival, que trabalha com a tribo há duas décadas.

A organização calcula que hoje existam 460 membros dos Awá - sendo que cem deles nunca tiveram contato com o mundo exterior.

Por serem grupos nômades, caçadores e coletores, os Awá dependem da floresta para garantir sua sobrevivência.

Seu território é legalmente reconhecido, mas nos últimos anos a tribo vem perdendo vastas áreas de suas terras - principalmente por causa de queimadas feitas por madeireiros.

Notícias relacionadas

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet