Às vésperas das Olimpíadas, Dilma se encontra com Cameron em Londres

A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

A presidente Dilma Rousseff desembarcou em Londres nesta quarta-feira para uma visita de quatro dias à capital britânica, onde deve participar da cerimônia de abertura da Olimpíada e de encontros com o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, e com a rainha Elizabeth 2ª, entre outros compromissos oficiais.

"Estou feliz de estar no Reino Unido, em Londres, para assistir as Olimpíadas, porque essa é uma ocasião especial, sobretudo porque o Brasil sediará e sucede o Reino Unido nas próximas Olimpíadas", disse ela antes do encontro com o premiê britânico.

"O Reino Unido está fazendo um trabalho brilhante de organização e recepção de tantas pessoas", completou.

Cameron disse ser "um prazer receber a presidente Dilma e ter a possibilidade de discutir uma vasta gama de assuntos, principalmente as Olimpíadas, já que o Brasil é o próximo a sediar (os Jogos)", disse ele.

"Esta é uma oportunidade de cooperação e desenvolver os laços em uma grande variedade de assuntos."

No encontro a portas fechadas com Cameron, além de Olimpíadas, devem ser discutidos a cooperação entre os dois países nas áreas de ciência e tecnologia, energia e educação, além de comércio e investimentos bilaterais.

A presidente estava acompanhada dos ministros Antonio Patriota (Relações Exteriores), Aloizio Mercadante (Educação) e Marco Antonio Raupp (Ciência, Tecnologia e Inovação).

A presidente também vai se reunir com o líder da oposição no país, o trabalhista Ed Milliband, mas só na sexta-feira.

Ainda na quarta-feira, Dilma participa do evento de lançamento da nova campanha internacional da Embratur.

'Ciência sem fronteiras'

Na quinta-feira, Dilma inaugura uma exposição sobre ciência e tecnologia aplicadas aos esportes na nova sede da Embaixada brasileira em Londres.

Em seguida, a presidente vai até o Museu da Ciência londrino, onde deve assinar com autoridades britânicas um acordo para dar início a um projeto de um museu de ciência no Brasil.

No local, Dilma aproveitará para promover o programa "Ciência sem Fronteiras", lançado pelo governo federal em 2010. Ela também se encontrará com alguns dos estudantes beneficiados pelo projeto, que visa conceder mais de 10 mil bolsas a universitários brasileiros em instituições britânicas até 2014.

Após passagem pelo Museu da Ciência, a presidente inaugura a Casa Brasil, uma 'vila brasileira' erguida em Somerset House, na região central de Londres - próximo a Covent Garden, popular ponto turístico da cidade - para promover o turismo no Brasil e os Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro.

Na próxima sexta-feira, Dilma deve almoçar com atletas brasileiros no centro de treinamento de Crystal Palace, antes de partir para a recepção organizada a chefes de governo e Estado no Palácio de Buckingham, cuja anfitriã será a rainha Elizabeth 2ª.

A programação oficial será concluída com o comparecimento na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Londres, no estádio olímpico.

No sábado, a presidente não tem compromissos oficiais marcados e deve embarcar de volta ao Brasil no início da noite.

Na comitiva presidencial, também estarão os ministros Helena Chagas (Comunicação Social), Aldo Rebelo (Esportes) e Gastão Vieira (Turismo).

Notícias relacionadas