Quadrilha de caçadores invade zoo e mata tigresa na Índia

Atualizado em  26 de setembro, 2012 - 05:45 (Brasília) 08:45 GMT
Tigre (Foto AP)

População de tigres estão diminuindo de forma preocupante na Índia

A polícia do Estado indiano de Arunachal Pradesh está à procura de uma quadrilha de caçadores que invadiu um zoológico de alta segurança na capital da região, Itanagar, para matar e mutilar uma tigresa.

Autoridades determinaram uma investigação sobre o incidente, que aconteceu na noite da última segunda-feira.

No momento do ataque, os três seguranças que fazem a segurança do local estavam jantando.

Os caçadores entraram na jaula para matar a tigresa, mas, como os seguranças logo retornaram, eles tiveram de sair correndo, deixando para trás o corpo mutilado do animal.

A caça ilegal e contrabando de partes do corpo de tigres são comuns na Índia.

Em várias partes da Ásia, acredita-se que essas partes tenham propriedades medicinais.

Redução das populações

Nas últimas décadas, o número de tigres têm diminuído de forma alarmante na Índia.

De acordo com um censo de 2011, o país possui cerca de 1.700 tigres em estado selvagem. Há um século, o total era de 100 mil tigres.

A tigresa atacada em Itanagar tinha seis anos, de acordo com Zoram Dopum, chefe do zoológico da cidade.

Segundo autoridades indianas, essa não foi a primeira vez que caçadores invadiram um zoológico para matar tigres no país.

Em fevereiro de 2006, três tigres e um leopardo foram envenenados e um tigre morreu em outra região.

Em junho de 2006, 30 kg de partes de corpos de tigres - principalmente ossos e unhas - foram apreendidos no carro de um policial no Estado de Assam.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.