Fotógrafa retrata vida pelos olhos de crianças 'sem medo de dizer o que pensam'

Atualizado em  4 de outubro, 2012 - 05:30 (Brasília) 08:30 GMT

Honestidade infantil

  • Judy Gelles
    "Moro com minha mãe, meu pai e duas irmãs. Minha mãe fala só espanhol. Tenho duas irmãs mais velhas que moram no México. Sinto muita saudade delas. Não vamos muito para lá porque é caro. Sou uma boa aluna, mas eu falo muito. Amo falar. Quero ser médica. Meu desejo é que as pessoas ruins parem de matar as boas. O que me preocupa é minha família ser assaltada, perder todo o dinheiro e não ter como pagar o aluguel", aluna de uma escola pública hispânica (EUA).
  • Judy Gelles
    "Meus pais nasceram na Bolívia. Minha mãe fala só espanhol. Meu pai vende material para telhados, minha mãe trabalha em uma casa noturna nos fins de semana. Ela trabalha só para o caso de meu pai ser demitido. Nós todos dividimos um quarto. Sou uma boa nadadora. Nosso treinador quer que a gente fique mais forte e ágil. Meu desejo é que meus avós venham da Bolívia nos visitar. Eu me preocupo com eles, que fiquem sem dinheiro", aluna de uma escola pública hispânica (EUA).
  • Judy Gelles
    "Moro com minha mãe, pai e meus quatro irmãos. Meu pai é pediatra, minha mãe era advogada mas agora é dona de casa. Às 17h30, as crianças jantam. Meus pais jantam depois que a gente vai dormir. Minha matéria favorita é redação. Tenho uma mente muito criativa. Escrevo histórias sobre mim. Meu desejo é ter mais dinheiro. Eu daria um pouco para caridade e compraria um iPad para mim. Não tenho preocupações", aluna de escola judaica (EUA).
  • Judy Gelles
    "Moro com a minha mãe, meus dois passarinhos e um gato. Só meninas. Tenho muitos amigos e amo minha escola. Quero ser uma estilista. Tenho aula de costura. Me preocupo com terremotos e com o mundo acabar em 2012", aluna de escola particular Quaker (EUA).
  • Judy Gelles
    "Minha mãe nasceu no Uruguai. Os pais delas mudaram para os Estados Unidos para ganhar mais. Sou filho único, mas logo vamos adotar uma menina da China. Estou ansioso para conhecê-la. Meu desejo é que o mundo inteiro seja um grande império, assim não teria guerra. Eu me preocupo com a fome mundial e o aquecimento global. Minha vida é boa. Acho que tenho sorte", aluno de escola particular Quaker (EUA).
  • Judy Gelles
    "Sou hindu brâman. Moro com minha mãe, pai, tia e primo. Minha mãe é assistente de laboratório e meu pai é técnico. Minha tia cozinha para gente. Eu divido nosso computador com meu irmão e meu primo. Sou a mais nova, então eu posso usá-lo três vezes por semana. Meu desejo é ajudar os mais pobres. Quero ser uma engenheira de software", aluna de uma escola onde se fala inglês (Índia).
  • Judy Gelles
    "Moro com minha mãe e meu pai. Minha irmã mais velha mora como meus avós na minha cidade natal. Meus pais trabalham em um supermercado. Eu gosto dos meus professores. A gente segue as regras da escola. Eu nunca desobedeceria uma regra. Quero crescer rápido para ser professor da quarta série", aluno de uma escola de migrantes (China).
  • Judy Gelles
    "Toda minha família nasceu no México. Eu vim para os Estados Unidos quando tinha 3 anos. Moro com minha mãe, pai, meus três irmãos, minha tia e afilhada. Minha preocupação é que meus pais sejam deportados para o México. Daí eu ficaria sozinho", aluno de escola pública (EUA).
  • Judy Gelles
    "Tenho três inimigos na escola. Um me bateu no caminho para casa. Os outros dois implicam comigo na escola. Já me bateram três vezes no caminho da escola para casa. Há dois anos eu fui para o Vietnã visitar meus primos. Gosto mais de lá. Meu desejo é que a gente pudesse morar no Vietnã", aluno de escola pública (EUA).

Um menino tem medo de que a família seja deportada e ele fique sozinho. Uma garota diz ter medo de assalto. Outra garante não ter medo de nada. Enquanto o sonho de um era ajudar os pobres, o de outra era ganhar um iPad. Cada um deles estuda em uma escola ou até vive um país diferente. Todos têm 9 anos e foram entrevistados pela fotógrafa americana Judy Gelles para seu projeto "The Fourth Grade" ("A Quarta Série").

"Alunos dessa idade costumam ser brutalmente honestos e falam sobre tudo sem rodeios", disse Judy à BBC Brasil.

A fotógrafa, que também é formada em psicologia, conta que durante quatro anos visitou várias escolas nos Estados Unidos, na China e na Índia. As crianças são fotografadas de costas, olhando para a porta da sua escola. A ideia da artista é enfatizar o que foi dito pelos alunos, preservando o seu anonimato.

Uma das coisas que mais a surpreendeu foi ver alunos chineses orgulhosos de limparem suas classes após a aula. Também ficou surpresa ao ver que os indianos continuavam concentrados em seus estudos mesmo sem a presença de um professor.

"Você pode aprender muito sobre uma determinada cultura conversando com uma criança de 9 anos", diz.

Judy conta que gostaria de levar seu projeto para um país com tanta diversidade como o Brasil. "O que eu acho que os alunos brasileiros diriam? Bem, em geral, a maioria das crianças, de qualquer parte do mundo, quer viver com os pais e se sentir segura. Mas seus medos e sonhos podem ser extremamente diferentes, dependendo da cultura e da situação econômica."

Para a fotógrafa, o quarto ano escolar é um momento decisivo na vida das crianças, pois elas estão no limiar da adolescência e já pensam de maneira crítica. "É o ponto onde começam a decidir o caminho que vão seguir. Alguns seguem estudando, enquanto outros optam pela delinquência ou por outros rumos perigosos."

Outras crianças retratadas por Judy podem ser vistas em www.judygelles.com

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.