Obama e Romney tentam ganhar votos com reação 'apolítica' a Sandy

Atualizado em  31 de outubro, 2012 - 14:23 (Brasília) 16:23 GMT
Mitt Romney

Mitt Romney fez ato para ajudar vítimas em Ohio, Estado crucial na disputa eleitoral

A supertempestade Sandy que arrasou a costa leste dos Estados Unidos também interrompeu a campanha de democratas e republicanos rumo à Casa Branca a uma semana das eleições presidenciais.

O presidente Barack Obama cancelou sua programação eleitoral na quarta-feira para trabalhar nos esforços de reconstrução e ajuda às vítimas.

Já seu rival, o republicano Mitt Romney, teve um encontro com pessoas afetadas pela tempestade em Ohio, um dos Estados vistos como cruciais na disputa pela Casa Branca.

A corrida eleitoral foi interrompida em um dos momentos mais importantes da disputa. As pesquisas de opinião mostram que ambos os candidatos estão tecnicamente empatados.

Romney lidera algumas pesquisas de voto popular, mas Obama leva ligeira vantagem nos Estados indecisos que – pelo sistema eleitoral americano – definirão o resultado no pleito do próximo dia 6.

Roubando a cena de Romney

Para o editor da BBC nos Estados Unidos, Mark Mardell, ao mostrar liderança em um momento nacional de crise, Obama pode ser favorecido nas urnas por seu desempenho diante da tempestade.

Nesta semana, o presidente foi até elogiado por um importante republicano, o governador Chris Christie, de Nova Jersey, um dos Estados mais afetados pelo Sandy. Geralmente muito crítico do governo federal, Christie disse que Obama foi excepcional e merece grande crédito por superar toda a burocracia e levar ajuda rápida ao Estado.

Obama percorrerá nesta quarta-feira algumas das áreas atingidas pelo desastre ao lado do governador de Nova Jersey, que é visto como potencial nome entre os republicanos para concorrer à Casa Branca em 2016. Neste momento isso pode beneficiar Obama, segundo analistas políticos.

Romney, que vinha ganhando votos nas últimas semanas, tem poucas ferramentas para competir neste cenário. No entanto, ele mostrou que tem bom senso ao interromper sua campanha em Ohio para realizar atos de ajuda às vítimas.

O republicano conclamou seus partidários a levar comida enlatada e alimentos não perecíveis aos necessitados. No curto discurso que fez em Ohio, o republicano não falou de política.

Barack Obama

Para analistas, Obama ganhará mais votos se aparecer como presidente, e não candidato

"Agradeço ao fato do povo [da cidade] de Dayton ter se levantado esta manhã. Alguns foram ao mercado, como vejo, e compraram algumas coisas para essas famílias que necessitam", disse Romney.

"É parte do espírito americano dar aos que necessitam, e sua generosidade esta manhã me tocou o coração."

Ainda assim, o ato de Romney não foi totalmente apolítico. O presidenciável apresentou um vídeo com sua biografia, e trouxe até mesmo uma cantora de música country para se apresentar no local.

Agora as táticas de Obama e Romney devem mudar. O republicano deve retomar já nesta quarta-feira sua campanha pela eleição.

Já o presidente americano não retomará ainda o trabalho eleitoral. Na avaliação dos especialistas, o presidente pode ganhar muito mais votos neste momento se for visto trabalhando como presidente, em vez de candidato.

Leia mais sobre esse assunto

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.